CARACTERÍSTICAS DOS SISTEMAS DE CUSTOS GERENCIAIS DE SUBSIDIÁRIAS ALEMÃS OPERANDO NO BRASIL: UMA ANÁLISE SOB A PERSPECTIVA DO ISOMORFISMO E DO DECOUPLING

  • Rodrigo Paiva Souza Doutor em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo (USP); Professor de Contabilidade na Faculdade FIPECAFI
  • Leticia Damo Ferreira Ramalho Mestre em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo (USP); Professora do Centro Universitário Paulista
  • Reinaldo Guerreiro Doutor em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo (USP); Professor de Contabilidade na Universidade de São Paulo (USP)

Resumo

Este trabalho investigou práticas de gerenciamento de custos em subsidiárias de empresas alemãs operando no Brasil, com objetivo de avaliar a ocorrência de pressões isomórficas (coercitivas, miméticas e normativas) e o nível de decoupling nessas organizações. As pressões isomórficas tencionam para a uniformização de práticas, enquanto que o decoupling diz respeito ao uso apenas cerimonial dessas práticas. O método empregado foi o survey, sendo coletadas 27 respostas de gestores de subsidiárias alemãs de grande e médio porte que operam no Brasil. Os resultados trazem evidências de que há uma forte associação entre as práticas da subsidiária e da matriz, revelando elementos de pressão isomórfica coercitiva e mimética, já as pressões isomórficas normativas se mostraram menos marcantes. O nível de decoupling encontrado entre matriz e subsidiária foi baixo. O estudo contribui para a literatura e prática de gestão de custos, indicando que as pressões isomórficas da matriz contribuem para redução dissociação de práticas de contabilidade e gerenciamento de custos entre filial e matriz (decoupling).

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Set 2, 2020
Como citar
SOUZA, Rodrigo Paiva; RAMALHO, Leticia Damo Ferreira; GUERREIRO, Reinaldo. CARACTERÍSTICAS DOS SISTEMAS DE CUSTOS GERENCIAIS DE SUBSIDIÁRIAS ALEMÃS OPERANDO NO BRASIL: UMA ANÁLISE SOB A PERSPECTIVA DO ISOMORFISMO E DO DECOUPLING. Revista Universo Contábil, [S.l.], v. 15, n. 3, p. 61-82, set. 2020. ISSN 1809-3337. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/universocontabil/article/view/7319>. Acesso em: 01 jul. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.4270/ruc.2019320.
Seção
Seção Nacional

Palavras-chave

Sistemas de Custos Gerenciais; Pressões Isomórficas; Decoupling.