Estratégia e Desempenho pela Perspectiva do Tripé da Estratégia

Abstract

Neste estudo, adotamos o tripé de estratégia para avaliar em que medida elementos relacionados à indústria, empresas e instituições afetam a formulação de estratégias e a percepção de desempenho em empresas do mesmo setor e da mesma região geográfica. Desenvolvemos a pesquisa em duas fases, uma qualitativa, por meio de entrevistas com CEOs de empresas inseridas no setor de tecnologia da informação, e uma fase quantitativa, com a aplicação de uma pesquisa para avaliar em que medida esses elementos determinam os resultados das empresas. Esses elementos foram analisados por meio de estatística multivariada e as hipóteses testadas por meio de regressão linear. Os testes revelaram que entre as oito hipóteses construídas, apenas três encontraram suporte. O principal resultado mostra que as dimensões do tripé da estratégia não atuam juntas na formulação de estratégias e nos efeitos sobre o desempenho. As implicações gerenciais deste estudo centram-se na gestão operacional da amostra investigada, tornando-se um desafio idealizar uma visão de longo prazo e desenvolver sinergias para a formação de redes. Os estudos que abordam o tripé da estratégia consideram diferentes ambientes institucionais; nesse sentido, o presente estudo avança ao mensurar o tripé da estratégia em um contexto institucional homogêneo.

Published
Oct 20, 2020
How to Cite
VILLAN, Wilciney J.; GARRIDO, Ivan Lapuente; DE VASCONCELLOS, Sílvio Luís. Estratégia e Desempenho pela Perspectiva do Tripé da Estratégia. Revista de Negócios, [S.l.], v. 25, n. 3, p. 74-91, oct. 2020. ISSN 1980-4431. Available at: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/rn/article/view/9042>. Date accessed: 21 oct. 2021. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1980-4431.2020v25n3p74-91.
Section
Articles

Keywords

Tripé da estratégia, Competitividade, Gestão estratégica.