COMO MOTIVAR PEQUENAS EMPRESAS A FORMULAREM SUAS ESTRATÉGIAS DE PRODUÇÃO: UM ESTUDO DE CASO NA CONSTRUÇÃO HABITACIONAL

José de Paula Barros Neto, Jaime Evaldo Fensterseifer, Carlos Torres Formoso

Abstract


Existem atualmente vários modelos disponíveis para a formulação de estratégias de produção, apesar de este ser um tema de pesquisa relativamente recente. Estes modelos, no entanto, são voltados para a manufatura, o que dificulta sua aplicação na construção de edificações em virtude das peculiaridades do setor: tipo de produto e formação das empresas. Uma dessas peculiaridades diz respeito à não tradição das pequenas empresas (tamanho mais comum das organizações neste subsetor) de pensarem estrategicamente e de se preocuparem com a explicitação de estratégias, o que faz com que, muitas vezes, elas não se motivem a realizar um processo de formulação. Em virtude disso, desenvolveu-se um modelo de diagnóstico estratégico da produção com o intuito de se obter um instrumento de motivação para a formulação de estratégias de produção. Para este propósito, este artigo inicia com a apresentação do desenho do processo de diagnóstico, no qual se mostra todo o processo de montagem do diagnóstico, desde as entrevistas até o relatório, e finaliza com a análise dos vários diagnósticos e da contribuição dos mesmos como fonte motivadora da formulação.

Keywords


Construção civil; pequenas empresas; estratégia de produção



DOI: http://dx.doi.org/10.7867/1980-4431.2000v5n2p%25p

Directories

Indexers

http://diadorim.ibict.br
http://pkp.sfu.ca/node/3747

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.