A CONSTITUIÇÃO DA IDENTIDADE METROSSEXUAL PELO CONSUMO

Michele Araujo da Costa Oliveira, André Luiz Maranhão de Souza Leão

Abstract


Cada vez mais a questão da identidade tem sido debatida. As identidades que eram vistas como sólidas e fixas, hoje, com o “sujeito pós-moderno”, começam a se fragmentarem. Fala-se, assim, em identidade cultural, ou seja, o sujeito construído a partir do cultural e do ambiente que ocupa. A questão do gênero é uma dessas construções. Se antes se pensava a identidade de gênero como algo biológico, hoje é observado como construção cultural. Neste aspecto, algumas abordagens sobre gênero focam essa construção da identidade e a sua relação com o consumo, assim, o consumo passa a desempenhar papel central na construção das identidades. Tendo em vista esse novo panorama em relação à identidade observamos que, dentre dessas novas possibilidades de identidade de gênero, surge a identidade metrossexual. O presente estudo teve por objetivo compreender a construção da identidade metrossexual por meio do consumo. Para tal, realizamos entrevistas em profundidade com sujeitos identificados pelo seu comportamento de consumo metrossexual. O artigo apresenta e discute como o comportamento de consumo se demonstra como elemento constituinte desta identidade pós-moderna.

Keywords


consumo metrossexual, identidades pós-modernas, pesquisa qualitativa.



DOI: http://dx.doi.org/10.7867/1980-4431.2011v16n1p87-111

Directories

Indexers

http://diadorim.ibict.br
http://pkp.sfu.ca/node/3747

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.