Políticas de escala e planejamento regional: o Plano de Ação da Macrometrópole Paulista e a Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte

Resumo

As transformações recentes do capitalismo no contexto do processo de neoliberalização do espaço têm implicações sobre a governança regional e metropolitana. Nesse contexto, há um reescalonamento do território e novas regiões de planejamento são criadas, como a Macrometrópole Paulista e a Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte, no estado de São Paulo. Este artigo tem o objetivo de discutir limites, potencialidades e implicações da agenda de planejamento nessas imbricadas escalas, com evidência sobre o Plano de Ação da Macrometrópole Paulista, confrontado com diretrizes do planejamento regional em experiências anteriores, notícias da mídia e dados de entrevistas amparados em pesquisa bibliográfica e considerados os critérios de escolha de projetos e interesses que influenciam sua governança. Espera-se que este estudo contribua para o desafio de avançar uma agenda de planejamento mais coerente com as questões macrometropolitanas no quadro do planejamento regional brasileiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Abr 16, 2021
Como citar
SCAQUETTI, Rosa; RIBEIRO-MOREIRA, Pedro. Políticas de escala e planejamento regional: o Plano de Ação da Macrometrópole Paulista e a Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte. Revista Brasileira de Desenvolvimento Regional, Blumenau, v. 9, n. 1, p. 149-174, abr. 2021. ISSN 2317-5443. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/rbdr/article/view/8925>. Acesso em: 06 jul. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/2317-5443.2021v9n1p149-174.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Planejamento regional; Plano de Ação da Macrometrópole Paulista; políticas de escala; Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte.