Arranjos produtivos regionais e consumo na região de Cachoeira do Sul-RS

Resumo

Os arranjos produtivos regionais contemporâneos de Cachoeira do Sul, no estado do Rio Grande do Sul, demonstram a vulnerabilidade econômica e social da região na ascensão do neoliberalismo. Com base teórica no desenvolvimento do espaço geográfico e da região, analisamos indicadores sociais de desenvolvimento humano como empregabilidade, renda por pessoa, concentração da terra e divisão da geração de empregos por segmento econômico. Ao compararmos o desenvolvimento econômico e social de Cachoeira do Sul com outros municípios da Mesorregião Centro-Oriental Rio-grandense e Caxias do Sul, notamos contrastes consideráveis. Diante disso, questionamos os pressupostos das políticas econômicas do município e tamanhas disparidades.  Mediante pesquisa realizada com 76 itens da Cesta Básica, em três redes de supermercados do município, pudemos demonstrar a desorganização produtiva local e a insignificância produtiva, no município, em itens de consumo básico da população, o que demonstra a vulnerabilidade social e o alto nível de dependência econômica externa do município.

Publicado
Jan 17, 2020
Como citar
HETTWER, Henrique Rudolfo. Arranjos produtivos regionais e consumo na região de Cachoeira do Sul-RS. Revista Brasileira de Desenvolvimento Regional, Blumenau, v. 7, n. 2, p. 169-194, jan. 2020. ISSN 2317-5443. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/rbdr/article/view/7630>. Acesso em: 23 maio 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/2317-5443.2019v7n2p169-194.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Arranjos produtivos regionais; Cachoeira do Sul; consumo básico; desenvolvimento; neoliberalismo.