O Programa Bolsa Família e suas repercussões no território: o caso de Chapecó-SC

  • Bruna Taize de Medeiros UNISC
  • Rosane Bernardete Brochier Kist Unisc

Resumo

Neste artigo apresentam-se resultados de uma pesquisa sobre a repercussão das condicionalidades do Programa Bolsa Família no município de Chapecó, no estado de Santa Catarina, a partir do acesso das famílias beneficiárias aos direitos socioassistenciais. Utilizou-se o método de abordagem materialista e histórico, com enfoque qualitativo e exploratório. Realizou-se revisão bibliográfica, pesquisa documental e entrevistas semiestruturadas com nove [9] famílias beneficiárias e com doze [12] profissionais dos CRAS. Constata-se que há inúmeros desafios quanto à oferta de serviços nas áreas de Assistência Social, Saúde e Educação, o que pode comprometer os resultados previstos a partir das condicionalidades do programa. Identifica-se a necessidade de haver uma articulação intersetorial, de forma a garantir o fortalecimento da rede de serviços socioassistenciais e a proteção social das famílias beneficiárias do território analisado.

Publicado
Out 31, 2019
Como citar
MEDEIROS, Bruna Taize de; KIST, Rosane Bernardete Brochier. O Programa Bolsa Família e suas repercussões no território: o caso de Chapecó-SC. Revista Brasileira de Desenvolvimento Regional, Blumenau, v. 7, n. 1, p. 187-210, out. 2019. ISSN 2317-5443. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/rbdr/article/view/6358>. Acesso em: 23 maio 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/2317-5443.2019v7n1p187-210.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Chapecó; Programa Bolsa Família; rede de serviços socioassistenciais; Território.