Cultura, território e turismo

  • Marina Evaristo Wenceslau UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL

Resumo

As comunidades indígenas, localizadas no município de Dourados, estado de Mato Grosso do Sul, são núcleos de atratividade cuja dinâmica histórica pode propiciar, por meio da cultura, uma identidade própria, mantendo em alguns casos sua alteridade através da língua materna, de seus mitos e ritos. O objetivo deste artigo é apresentar o processo cultural e a identidade indígena, baseado no tronco linguístico Guarani- Kayowá, Ñandeva e Aruak-Terena, desenvolvendo, para isso, uma análise a respeito dessa representatividade, demonstrada por meio da produção alimentar, cultural e do modo de vida. Os procedimentos metodológicos adotados foram baseados na história oral de vida, com três perguntas de corte, conforme orientação de Mehine, em análise da sociedade Kayowá, dos seus produtos na contextualização prática, e da própria experiência indígena, através da cooperativa de artesãos criada pelos Guarani e Terena-Guateka, em seus territórios culturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Ago 13, 2018
Como citar
WENCESLAU, Marina Evaristo. Cultura, território e turismo. Revista Brasileira de Desenvolvimento Regional, Blumenau, v. 5, n. 3, p. 209-230, ago. 2018. ISSN 2317-5443. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/rbdr/article/view/6004>. Acesso em: 02 out. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/2317-5443.2017v5n3p209-230.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Comunidades indígenas; cultura; Mato Grosso do Sul; território; turismo.