As vozes do território do Tocantins no processo de desenvolvimento regional

  • Nilton Marques Oliveira Universidade Federal do Tocantins - UFT http://orcid.org/0000-0001-6485-314X
  • Moacir Piffer Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste , Campus de Toledo-PR
  • Udo Strassburg Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste , Campus de Cascavel - PR

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar as percepções dos atores-chave (Stakeholders) sobre o processo de criação e emancipação do território do estado do Tocantins. Na análise efetuada utilizou-se a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). As vozes do discurso do sujeito coletivo (DSC) foram as dos representantes das instituições e organizações sociais, econômicas e políticas do Tocantins. As entrevistas ocorreram entre janeiro e março de 2015. O aporte teórico se sustenta nos conceitos de território e desenvolvimento regional. Os principais resultados da pesquisa sugerem que o mais novo estado da federação, Tocantins, passou por um longo processo de separação entre o sul e o norte de Goiás. Os investimentos em infraestrutura básica, como a Rodovia Belém-Brasília (BR-153), a Ferrovia Norte-Sul, uma hidroelétrica e a construção da capital, Palmas, possibilitaram a geração de novos postos de trabalho. Cabe destacar que a maioria dos municípios tem sua base produtiva apoiada na economia de subsistência e baixo poder de consumo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Mai 24, 2018
Como citar
OLIVEIRA, Nilton Marques; PIFFER, Moacir; STRASSBURG, Udo. As vozes do território do Tocantins no processo de desenvolvimento regional. Revista Brasileira de Desenvolvimento Regional, Blumenau, v. 5, n. 2, p. 025-052, maio 2018. ISSN 2317-5443. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/rbdr/article/view/5730>. Acesso em: 05 dez. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/2317-5443.2017v5n2p025-052.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Desenvolvimento regional; Discurso do Sujeito Coletivo; território; Tocantins.