Viabilidade econômica da cultivar de feijão-comum BRS Estilo

##plugins.pubIds.doi.readerDisplayName## http://dx.doi.org/10.7867/2317-5443.2015v3n1p223-242

Resumo

O presente estudo tem como objetivo avaliar economicamente a cultivar BRS Estilo, uma variedade de feijão-comum (Phaseolus vulgaris L.), do grupo carioca, desenvolvida pela Embrapa Arroz e Feijão e parceiros, estimando o benefício econômico regional a partir do conhecimento dos custos de geração e transferência da tecnologia e do sistema de produção. A cultivar BRS Estilo foi avaliada em quatro safras sucessivas: 2010/2011, 2011/2012, 2012/2013 e 2013/2014. A contribuição da tecnologia BRS Estilo para o agronegócio do feijão no Brasil foi de R$ 239.431.760,83, cerca de US$ 106 milhões no período analisado. O processo de transferência da cultivar BRS Estilo ao setor produtivo representa 7,5% do custo total destinado ao desenvolvimento da tecnologia, que se iniciou no ano de 2000. Além do benefício econômico proporcionado pela adoção dessa tecnologia, também houve geração de mais empregos em sua cadeia produtiva e aumento da oferta do produto no mercado.

Código JEL | O13; Q16; R32.

Publicado
Nov 30, 2015
Como citar
DA SILVA, Osmira Fatima; WANDER, Alcido Elenor. Viabilidade econômica da cultivar de feijão-comum BRS Estilo. Revista Brasileira de Desenvolvimento Regional, Blumenau, v. 3, n. 1, p. 223-242, nov. 2015. ISSN 2317-5443. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/rbdr/article/view/4692>. Acesso em: 04 dez. 2021. doi: http://dx.doi.org/10.7867/2317-5443.2015v3n1p223-242.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Benefício econômico; BRS Estilo; custos de produção; feijão-comum; rentabilidade.