Laboratório de tratamento e recuperação de resíduos químicos: alternativa para resíduos industriais do sul de Minas Gerais

Luciano Tavares da Costa, Eduardo Gomes Salgado, Dirlane de Fátima do Carmo, Mayra Guerra, Marina Evangelista, Karla Silveira

Resumo


Este artigo tem como objetivo a obtenção de dados, como custos, equipamentos e investimentos necessários para a construção, na UNIFAL-MG (campus II, em Alfenas), de um laboratório de tratamento e recuperação de resíduos químicos gerados na Universidade. Para auxiliar na decisão de implantação e operação do laboratório foi utilizado o EVTE (Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica). O trabalho teve as seguintes etapas: identificação e quantificação dos resíduos, elaboração do EVTE, esboço da planta, captação de recursos e submissão do projeto. Verificou-se que a implantação e gestão do laboratório atenderiam a um volume inicial de aproximadamente 372 L/mês de resíduos químicos e 3,5 kg/mês de sais inorgânicos processados, além de outros resíduos de indústrias da região. A construção e manutenção deste laboratório são viáveis, dependendo do volume de resíduos tratados, recuperados ou reciclados, bem como da prestação de serviço para geradores de resíduos químicos da região. Deve-se ressaltar o benefício socioambiental e econômico devido à redução da quantidade (e a nocividade) do descarte de resíduos químicos, a oportunidade de formação acadêmica e a conscientização social promovida pela ação do laboratório, além de adequação aos princípios do Plano de Logística Sustentável na Administração Pública Federal.

Código JEL | Q01; QR3; L65.


Palavras-chave


Laboratório; Minas Gerais; reciclagem; resíduos químicos; sustentabilidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7867/2317-5443.2014v2n2p225-243


© 2018 Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional
Universidade Regional de Blumenau
https://www.furb.br/rbdr