Desoneração do ICMS no setor da agropecuária: impactos sobre a economia do estado de Mato Grosso do Sul

  • Mayra Batista Bitencourt Fagundes Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Daniela Teixeira Dias Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Daniel Massen Frainer Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul
  • Cícero Antônio Oliveira Tredezini Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Leonardo Francisco Figueiredo Neto Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
##plugins.pubIds.doi.readerDisplayName## http://dx.doi.org/10.7867/2317-5443.2014v2n1p119-144

Resumo

O objetivo geral deste artigo consiste em analisar os impactos da desoneração do ICMS, incidente na agropecuária, sobre o crescimento e desenvolvimento econômico do estado de Mato Grosso do Sul, bem como os seus efeitos sobre a arrecadação tributária. Para tanto, utilizou-se o método quantitativo descrito na composição e análise da receita setorial, acerca de preços e quantidades por meio da Matriz Insumo-Produto do estado. Diante disso, verificou-se que, com a desoneração, há aumentos na produção, emprego, renda e nas relações intersetoriais, porque a agropecuária é um setor-chave para a economia do estado. Em relação à arrecadação tributária ocorre redução. No entanto, o prazo de recuperação tributária é inferior a um ano. Portanto, os resultados mostram que essa política pública tem impactos favoráveis ao crescimento e ao desenvolvimento econômico.

Código JEL | E62; O13; R15.
Publicado
Mar 20, 2014
Como citar
FAGUNDES, Mayra Batista Bitencourt et al. Desoneração do ICMS no setor da agropecuária: impactos sobre a economia do estado de Mato Grosso do Sul. Revista Brasileira de Desenvolvimento Regional, Blumenau, v. 2, n. 1, p. 119-144, mar. 2014. ISSN 2317-5443. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/rbdr/article/view/4122>. Acesso em: 03 dez. 2021. doi: http://dx.doi.org/10.7867/2317-5443.2014v2n1p119-144.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Crescimento e desenvolvimento econômico; desoneração de ICMS; impostos; Mato Grosso do Sul.