RUPTURAS E PROCEDIMENTOS DA DANÇA PÓS-MODERNA

  • Zilá Muniz UDESC

Resumo

O artigo reflete sobre as questões que envolvem o movimento da dança pós-moderna, parte da vanguarda da década de 60 nos Estados Unidos. A influência dos procedimentos e métodos de composição de Merce Cunningham e Anna Halprin para este movimento. Como se deu a formação dos artistas que participaram e se auto denominaram pós-modernos. As técnicas e estruturas de composição advindas da música ensinadas por Robert Dunn no workshop de composição voltado para a dança. Caráter interdisciplinar nas obras de artistas da vanguarda que faz surgir novas organizações e articulações para a dança. Questões estruturais do movimento e da cena que modificaram a noção de dança assim como de arte para os pós-modernos. 

Palavras-chave: Vanguarda. Dança pós-moderna. Composição coreográfica.

Como citar
MUNIZ, Zilá. RUPTURAS E PROCEDIMENTOS DA DANÇA PÓS-MODERNA. O Teatro Transcende, [S.l.], v. 16, n. 2, p. 63-80, out. 2011. ISSN 2236-6644. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/oteatrotranscende/article/view/2688>. Acesso em: 23 maio 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/2236-6644.2011v16n2p63-80.