DO LIVRO AO FILME E DO FILME AO LIVRO: AS FACETAS DE “A HORA DA ESTRELA”

##plugins.pubIds.doi.readerDisplayName## http://dx.doi.org/10.7867/1981-9943.2018v12n1p020-029

Resumo

Esse escrito busca lançar um olhar sobre o livro “A hora da estrela”, de Clarice Lispector, e o filme homônimo, de 1985. Esse escrito se coloca como teórico de cunho bibliográfico. Tentamos encontrar relações significativas entre a obra escrita e a obra fílmica para melhor compreender como diferentes artes traduzem uma mesma história. Os resultados deste trabalho revelam que filme e obra literária são tão próximos que parecem se confundir em nosso imaginário e que a obra literária forneceu uma imensa riqueza de detalhes cotidianos para que o filme pudesse ser uma tradução rica e profícua do livro. 

Publicado
Jul 15, 2019
Como citar
RODRIGUES, Walace. DO LIVRO AO FILME E DO FILME AO LIVRO: AS FACETAS DE “A HORA DA ESTRELA”. Linguagens - Revista de Letras, Artes e Comunicação, [S.l.], v. 12, n. 1, p. 019-028, jul. 2019. ISSN 1981-9943. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/linguagens/article/view/6764>. Acesso em: 28 nov. 2021. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1981-9943.2018v12n1p020-029.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Literatura; Clarice Lispector; Arte do cinema