GÊNEROS DO DISCURSO E MULTILETRAMENTOS: UMA POSSIBILIDADE DE LEITURA DE O CABELO DE LELÊ

  • Aline Rodrigues dos Santos Universidade Estadual de Maringá
##plugins.pubIds.doi.readerDisplayName## http://dx.doi.org/10.7867/1981-9943.2020v14n3p214-232

Resumo

Num diálogo entre a teoria dos gêneros do discurso de Bakhtin e seu Círculo e os multiletramentos do Grupo de Nova Londres, nosso objetivo é analisar a obra O Cabelo de Lelê (2012), de Valeria Belém (verbal) e Adriana Mendonça (imagens), na tentativa de entender como o texto subverte estereótipos da criança menina negra para formar uma identidade empoderada, desvelando possíveis relações de alteridade e responsividade (dialogismo). Acreditamos que a articulação entre ambas as teorias pode ajudar na compreensão do contexto social contemporâneo que exige novas práticas discursivas para um ensino multiletrado ao propor um possível movimento de leitura e análise dos aspectos multissemióticos que constituem o texto em questão. Além do imbricamento entre as teorias do Grupo e do Círculo, um terceiro eixo compõe o aporte teórico da pesquisa: o feminismo negro. Pudemos compreender, assim, a subversão do estereótipo e a formação da identidade empoderada da menina negra no fio dos sentidos sobre a beleza na revisitação da memória e da cultura do povo negro.

Publicado
Dez 17, 2020
##submission.howToCite##
RODRIGUES DOS SANTOS, Aline. GÊNEROS DO DISCURSO E MULTILETRAMENTOS: UMA POSSIBILIDADE DE LEITURA DE O CABELO DE LELÊ. Linguagens - Revista de Letras, Artes e Comunicação, [S.l.], v. 14, n. 3, p. 214-232, dez. 2020. ISSN 1981-9943. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/linguagens/article/view/5702>. Acesso em: 16 out. 2021. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1981-9943.2020v14n3p214-232.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Multiletramentos. Gêneros do discurso. Empoderamento.