DO OBJETIVISMO À CONCEPTUALIZAÇÃO SOCIOCOGNITIVA: HISTÓRICO E PERSPECTIVAS SOBRE O ESTUDO DO SIGNIFICADO

  • Aline Nardes dos Santos Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos)
  • Rove Luiza de Oliveira Chishman Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos).

Resumo

Este artigo tem como objetivo refletir sobre a noção de significado em uma perspectiva ampla, abrangendo concepções filosóficas, linguísticas e culturais. Para isso, contrasta-se a visão tradicional ou objetivista do significado com a visão experiencialista, na qual se insere o paradigma da Linguística Cognitiva e sua proposta de estudo do significado como conceptualização. Verifica-se que, conforme o objetivismo, a produção de significado está totalmente dissociada de características sociais, culturais e subjetivas dos falantes. Já o experiencialismo coloca em evidência os processos cognitivos, imaginativos e intersubjetivos que permeiam o significado. Em vista disso, conclui-se que a agenda dos estudos do significado na atualidade, no que se refere a abordagens experiencialistas e sociocognitivas, têm valorizado cada vez mais os processos de significação em seus contextos sociais, culturais e interacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Abr 26, 2016
Como citar
DOS SANTOS, Aline Nardes; CHISHMAN, Rove Luiza de Oliveira. DO OBJETIVISMO À CONCEPTUALIZAÇÃO SOCIOCOGNITIVA: HISTÓRICO E PERSPECTIVAS SOBRE O ESTUDO DO SIGNIFICADO. Linguagens - Revista de Letras, Artes e Comunicação, [S.l.], v. 10, n. 1, p. 124-143, abr. 2016. ISSN 1981-9943. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/linguagens/article/view/5312>. Acesso em: 02 out. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1981-9943.2016v10n1p124-143.
Seção
Artigos