A SUBSTITUIÇÃO DAS OCLUSIVAS ALVEOLARES PELO TEPE ALVEOLAR: UMA ABORDAGEM TEÓRICA

  • Wellington Araujo Mendes Universidade Federal de Uberlândia (Linguística, mestrando) Universidade Federal de Minas Gerais (Ensino e Aprendizagem de Língua Inglesa, especialista) Universidade Estadual de Montes Claros (Letras-Inglês, licenciado)

Resumo

Considerando que a substituição das oclusivas alveolares /t/ e /d/ pelo tepe alveolar /ɾ/ seja um fenômeno opcional na língua inglesa, este estudo busca descrever as características fonológicas do /ɾ/ e sua incidência entre falantes brasileiros de inglês como segunda língua. Ainda que a ocorrência do tepe seja frequente no inglês americano e o segmento tenha recebido atenção em recentes estudos fonológicos do dialeto, há poucos fatos definidos sobre ele. Verificamos que por vezes a sua realização é falha e algumas regras de aplicação nem sempre podem ser atribuídas. Por último, a partir de uma análise comparativa com os registros de Silva (2012), Kreidler (2004) e Mendes (2013), verificamos que, aparentemente, os falantes brasileiros de inglês utilizam o tepe alveolar em ambientes de produção semelhantes aos observados em falantes nativos. 

Publicado
Dez 19, 2018
Como citar
MENDES, Wellington Araujo. A SUBSTITUIÇÃO DAS OCLUSIVAS ALVEOLARES PELO TEPE ALVEOLAR: UMA ABORDAGEM TEÓRICA. Linguagens - Revista de Letras, Artes e Comunicação, [S.l.], v. 12, n. 3, p. 379-394, dez. 2018. ISSN 1981-9943. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/linguagens/article/view/4957>. Acesso em: 18 jan. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1981-9943.2018v12n3p379-394.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Tepe alveolar. Alofone. Fonologia