RESISTÊNCIA CULTURAL NO BRASIL DITATORIAL: LUTANDO COM ARTE

  • Walace Rodrigues Universidade Federal do Tocantins – UFT

Resumo

Os jovens de hoje em dia veem o período ditatorial no Brasil como um mero fato histórico colocado nos livros didáticos.  Para combater a passividade dos livros este escrito busca analisar algumas obras de Cildo Meireles e Hélio Oiticica durante o período de resistência cultural no Brasil ditatorial (1964-1985). Para tanto, tomamos em conta o período de ditadura militar brasileira como uma época de estado de exceção, tão bem conceituado pelo filósofo italiano de Giorgio Agamben, do qual faremos uso neste artigo. Pretende-se aqui uma melhor compreensão da arte de guerrilha de Cildo Meireles e Hélio Oiticica durante o Brasil ditatorial. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Abr 18, 2014
Como citar
RODRIGUES, Walace. RESISTÊNCIA CULTURAL NO BRASIL DITATORIAL: LUTANDO COM ARTE. Linguagens - Revista de Letras, Artes e Comunicação, [S.l.], v. 7, n. 3, p. 276-290, abr. 2014. ISSN 1981-9943. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/linguagens/article/view/4090>. Acesso em: 02 out. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1981-9943.2013v7n3p276-290.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Cildo Meireles; Hélio Oiticica; ditadura militar; Giorgio Agamben