FORMAÇÃO DE PROFESSORES (DE MATEMÁTICA): TEXTOS E CONTEXTOS DE UMA CAMPANHA

  • Ivete Maria Baraldi Universidade Estadual Paulista
  • Rosinéte Gaertner Universidade Regional de Blumenau
##plugins.pubIds.doi.readerDisplayName## http://dx.doi.org/10.7867/1982-4866.2014v20n1p28-38

Resumo

Neste artigo apresentamos traços históricos gerais sobre a Campanha de Aperfeiçoamento e Difusão do Ensino Secundário (Cades) e sobre suas publicações. De total desconhecida à multifacetada, a Cades mostrou-se como um importante veículo dos ideais da época, décadas de 1950 e 1960, no que diz respeito à formação de professores e uma maneira dos docentes se aperfeiçoarem, discutirem e formalizarem sua prática quando ainda, no Brasil, era raro um lócus para tal exercício. Essa Campanha, até os dias atuais, foi quase que totalmente ignorada pelos pesquisadores da História da Educação (Matemática), o que nos leva a acreditar que, muitas vezes, quando se estuda a formação de professores, se adota uma postura elitista e centralizadora, focando somente os grandes centros e partindo de instituições de ensino consideradas tradicionais.
Publicado
Nov 4, 2015
Como citar
BARALDI, Ivete Maria; GAERTNER, Rosinéte. FORMAÇÃO DE PROFESSORES (DE MATEMÁTICA): TEXTOS E CONTEXTOS DE UMA CAMPANHA. Revista Dynamis, [S.l.], v. 20, n. 1, p. 28-38, nov. 2015. ISSN 1982-4866. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/dynamis/article/view/5121>. Acesso em: 06 dez. 2021. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1982-4866.2014v20n1p28-38.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Ensino Secundário Brasileiro. Cades. Produção Bibliográfica. Educação Matemática