O USO DE SOFTWARES, TABELAS E PLANILHAS NAS PRÁTICAS LABORAIS DE ENGENHEIROS

  • Márcia Jussara Hepp Rehfeldt UNIVATES
  • Cristiane Antonia Hauschild Univates
  • Marli Teresinha Quartieri Univates
  • Ieda Maria Giongo Univates
##plugins.pubIds.doi.readerDisplayName## http://dx.doi.org/10.7867/1982-4866.2015v21n1p31-43

Resumo

Este artigo tem por objetivo apresentar resultados parciais da pesquisa “Formas de vida, jogos de linguagem e currículo: implicações para o ensino de engenharia”, em desenvolvimento num Centro Universitário, localizado no sul do Brasil. Assim, tem-se o intuito de socializar depoimentos de um grupo de engenheiros sobre como usam a matemática para resolver situações-problemas do cotidiano. Como aporte teórico foram usadas obras de Bazzo e Pereira (2008), Timm (2005) e Kipper (2014). Metodologicamente caracteriza-se como um estudo qualitativo. As informações foram obtidas por meio de entrevistas gravadas e transcritas, realizadas com cerca de trinta engenheiros, que posteriormente foram categorizadas. Uma destas categorias, discutida neste artigo, mostra que estes profissionais fazem uso de softwares, de tabelas e de planilhas. Estes recursos auxiliam os profissionais facilitando cálculos matemáticos complexos, reduzindo o tempo de elaboração e criação de projetos, bem como auxiliando no gerenciamento de atividades no âmbito da gestão.

Publicado
Nov 20, 2015
Como citar
REHFELDT, Márcia Jussara Hepp et al. O USO DE SOFTWARES, TABELAS E PLANILHAS NAS PRÁTICAS LABORAIS DE ENGENHEIROS. Revista Dynamis, [S.l.], v. 21, n. 1, p. 31-43, nov. 2015. ISSN 1982-4866. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/dynamis/article/view/4511>. Acesso em: 07 dez. 2021. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1982-4866.2015v21n1p31-43.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Práticas laborais; Engenheiros; Recursos tecnológicos.