USO DE ADSORVENTES DE COMPOSTOS FENÓLICOS E DIFERENTES EXPLANTES NA PRODUÇÃO DE MASSA CELULAR

  • Francis Dalponte FURB
  • José Alexandre Borges Valle
  • Rita Cássia Siqueira Cuto Valle
##plugins.pubIds.doi.readerDisplayName## http://dx.doi.org/10.7867/1982-4866.2009v15n2p12%20-%2017

Resumo

A espécie Piper hispidinervum, popularmente conhecida como pimenta-longa, é uma planta arbustiva aromática cujo óleo essencial extraído de suas folhas e talos são ricos em safrol, sendo que seu ciclo de vida médio favorece o estudo de cultivo in vitro. Neste trabalho avaliaram-se as condições de cultivo para a produção de embriões somáticos de pimenta longa. Para a formação de massa celular (calo) em meio sólido foram realizados experimentos onde se variou o meio de cultivo, acrescentou-se 1g/L de carvão ativado e 1g/L de polivinil pirrolidona a fim de adsorver os compostos fenólicos e diminuir a oxidação dos explantes foliares. Ambos foram introduzidos no meio MS (Murashige & Skoog, 1962) adicionado de reguladores de crescimento (5,0 mg/L de ácido 2,4 diclorofenoxiacético e 10,0 mg/L de 6-benzilaminopurina), 8 g/L de ágar e 30 g/L de sacarose. O meio contendo carvão ativado não foi satisfatório, pois oxidou as folhas não ocorrendo à formação de massa; o meio acrescido de polivinil pirrolidona demonstrou melhor formação de calo, porém este não foi friável e oxidou menos quando comparado ao meio comum. Avaliou-se também a influência da idade e tipo de explantes foliares, tendo-se cotilédones, folhas juvenis e adultas inoculadas no meio de cultura MS acima citado. Os melhores resultados para indução de calos foram obtidos utilizando explantes adultos; nas folhas juvenis e cotilédones ocorreu baixa formação de massa, sendo que a maioria dos explantes foliares oxidou e necrosou. Em todos os ensaios realizados não foi possível obter o calo friável que é essencial quando se deseja realizar estudos em meio submerso para a formação de safrol.

Publicado
Jun 1, 2010
Como citar
DALPONTE, Francis; BORGES VALLE, José Alexandre; SIQUEIRA CUTO VALLE, Rita Cássia. USO DE ADSORVENTES DE COMPOSTOS FENÓLICOS E DIFERENTES EXPLANTES NA PRODUÇÃO DE MASSA CELULAR. Revista Dynamis, [S.l.], v. 15, n. 2, p. 12 - 17, jun. 2010. ISSN 1982-4866. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/dynamis/article/view/1432>. Acesso em: 09 dez. 2021. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1982-4866.2009v15n2p12 - 17.
Seção
Ciências Exatas e da Terra e Engenharias

Palavras-chave

pimenta longa, massa celular, antioxidantes