Estudo das características da dentição decídua em crianças entre 3 e 6 anos de idade

  • Márcia F. Oliveira FURB
  • Maico Luiz Cela FURB
  • Sula P. Lopes FURB

Resumo

Este estudo determinou a prevalência das principais características oclusais da dentadura decídua como: relações dos segundos molares, relações dos caninos, mordida aberta anterior, mordida cruzada posterior, sobremordida, sobre-saliência, espaços primatas, tipos de arco e apinhamento. Foram examinadas 67 crianças participantes do projeto “FURB visita sua rua” da Universidade Regional de Blumenau – FURB em Blumenau – SC. Os resultados revelaram que: o tipo de arco mais prevalente foi o tipo I , tanto para a arcada superior quanto para a inferior, em ambos os sexos; a maioria do grupo estudado apresentou espaço primata, a forma mais comum de apresentação foi bilateralmente em ambos os arcos; a classe I de canino foi a relação mais prevalente; os planos terminais retos e mesiais foram os mais prevalentes e não houve diferença entre idade e sexo; a mordida cruzada posterior esteve freqüente em 12% no nosso estudo, sendo a unilateral foi a mais prevalente; o desvio de linha média esteve freqüente em 25% no nosso estudo; o aumento do transpasse horizontal foi a forma mais freqüente, 31,34%, em relação ao overjet; a mordida aberta foi a forma mais freqüente, 29,85%, em relação ao overbite.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como citar
OLIVEIRA, Márcia F.; CELA, Maico Luiz; LOPES, Sula P.. Estudo das características da dentição decídua em crianças entre 3 e 6 anos de idade. Revista Dynamis, [S.l.], v. 14, n. 2, p. 33-36, abr. 2009. ISSN 1982-4866. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/dynamis/article/view/1273>. Acesso em: 12 ago. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1982-4866.2008v14n2p33-36.
Seção
Ciências Agrárias, Biológicas e da Saúde

Palavras-chave

dentição decídua, má-oclusão, odontopediatria