FANTASIA MORAL E LIBERDADE NA EDUCAÇÃO DE ADULTOS

Resumo

Este artigo busca compreender o conceito de fantasia moral e suas implicações para a ação prática livre. Trata do impacto da educação dos primeiros anos da infância até a vida adulta e de como a pedagogia Waldorf pode criar as condições para um pensar intuitivo, que contribua para o individualismo ético e alguma liberdade. À fantasia da criança, segue-se a fantasia criativa do adolescente e a fantasia moral no adulto. O apreciar do belo torna-se o apreciar do que é bom e ético. Os sentidos podem ser educados para apreciar e praticar o belo por meio de atividades práticas e ao alcance de todos, como a experiência com contos e aquarela. Apresenta uma proposta vivenciada de educação de adultos a partir da atividade artística de aquarela com contos de fadas como uma possibilidade de autodesenvolvimento de adultos ao longo da vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Ago 9, 2022
Como citar
SILVA, KATIA MARIA SEQUEIRA DA; STOLTZ, TANIA. FANTASIA MORAL E LIBERDADE NA EDUCAÇÃO DE ADULTOS. Atos de Pesquisa em Educação, [S.l.], v. 17, n. 1, p. e9280, ago. 2022. ISSN 1809-0354. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/atosdepesquisa/article/view/9280>. Acesso em: 02 out. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1809-03542022e9280.

Palavras-chave

arte; educação de adultos; fantasia; narração de histórias.