DANÇA E INCLUSÃO: O PONTO DE VISTA DE ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO

  • Andréa Sério UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ - CAMPUS DE CURITIBA II - GRUPO DE PESQUISA EM DANÇA - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM ARTES - CURSO DE BACHARELADO E LICENCIATURA EM DANÇA.
  • Gaya Lengler Rossi UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ - UNESPAR - CAMPUS DE CURITIBA II - CURSO DE BACHARELADO E LICENCIATURA EM DANÇA - GRUPO DE PESQUISA EM DANÇA DA UNESPAR.

Resumo

RESUMO Este artigo apresenta a percepção de estudantes de um curso de graduação em dança sobre a sua formação acadêmica para a inclusão de pessoas com deficiência na prática da dança. Foi realizado um estudo de caso de natureza qualitativa com uso de entrevista semiestruturada como instrumento de coleta de dados. Os dados foram discutidos em interface com o conceito de aprendizagem inventiva proposto por Virgínia Kastrup, com ênfase na contextualização de relações teórico-práticas para o processo de inclusão de diferentes corpos na dança. Os resultados indicam que a inclusão de pessoas com deficiência na dança é percebida pelos participantes como uma desestabilização que potencializa o processo de ensino-aprendizagem na arte da dança. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Dez 2, 2020
Como citar
SÉRIO, Andréa; ROSSI, Gaya Lengler. DANÇA E INCLUSÃO: O PONTO DE VISTA DE ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO. Atos de Pesquisa em Educação, [S.l.], v. 15, n. 4, p. 1065-1086, dez. 2020. ISSN 1809-0354. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/atosdepesquisa/article/view/8468>. Acesso em: 06 jul. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1809-0354.2020v15n4p1065-1086.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Dança. Inclusão. Ensino. Aprendizagem.