AFINIDADES (S)ELETIVAS EM CARTAS: INTERLOCUÇÕES ENTRE RAUL RODRIGUES GOMES E FERNANDO DE AZEVEDO (1932-1973)

Resumo

Este artigo se refere à análise das interlocuções, através de correspondências, entre Raul Rodrigues Gomes e Fernando de Azevedo, ambos considerados expoentes na história da educação brasileira, principalmente por seu protagonismo no que se refere ao período da Escola Nova no Brasil. Como embasamento teórico-metodológico, optou-se pelo conceito de representação do historiador francês Roger Chartier (1991, 2002, 2011) e os estudos epistolares que compõem a obra de Bastos, Cunha e Mignot (2002). Este trabalho bibliográfico, portanto, nos permite inferir que as 23 cartas de autoria de Raul Gomes e Fernando de Azevedo trazem à tona as afinidades que os unia, bem como as memórias do período em que se pensava um projeto de transformação para a sociedade brasileira, incluindo a escola laica, gratuita e universal.

Publicado
Out 1, 2020
Como citar
GOES DENARDI, Vanessa; GHIZONI TEIVE, Gladys Mary. AFINIDADES (S)ELETIVAS EM CARTAS: INTERLOCUÇÕES ENTRE RAUL RODRIGUES GOMES E FERNANDO DE AZEVEDO (1932-1973). Atos de Pesquisa em Educação, [S.l.], v. 15, n. 3, p. 865-884, out. 2020. ISSN 1809-0354. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/atosdepesquisa/article/view/8147>. Acesso em: 22 maio 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1809-0354.2020v15n3p865-884.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Cartas. Escola Nova. Fernando de Azevedo. Raul Gomes.