POLÍTICAS PÚBLICAS BRASILEIRAS DE EAD NO ENSINO SUPERIOR: EVOLUÇÃO HISTÓRICA E ALGUMAS ANÁLISES

  • Miguel Alfredo Orth Universidade Federal de Pelotas - UFPel http://orcid.org/0000-0002-4516-1815
  • Patrícia Kayser Vargas Mangan Universidade LaSalle
  • Marcus Freitas Neves Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnológia Sul-rio-grandense - Unidade de Pelotas

Resumo

O artigo discute as políticas públicas brasileiras de Educação a Distância (EaD) com foco no ensino superior a partir da proposição de uma linha do tempo dividida em duas fases e quatro ciclos. Metodologicamente, apoia-se na revisão de literatura da área e na pesquisa documental. Entre os resultados destacamos a do amparo legal que a EaD obteve na década de 2000, bem como o conjunto de políticas públicas que foram pensadas para estimular e regular a EaD nas IES do Brasil.  Além disso, destacamos a contradição que emerge entre o enunciado do artigo 67 da LDB nº 9.394/96, que fala da valorização dos profissionais da educação e o processo de precarização das condições de trabalho dos profissionais da educação em EaD, e da contradição que emerge entre os projetos pedagógicos e a concepção de tutoria que a maioria dos  cursos apresenta.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Nov 28, 2019
Como citar
ORTH, Miguel Alfredo; MANGAN, Patrícia Kayser Vargas; NEVES, Marcus Freitas. POLÍTICAS PÚBLICAS BRASILEIRAS DE EAD NO ENSINO SUPERIOR: EVOLUÇÃO HISTÓRICA E ALGUMAS ANÁLISES. Atos de Pesquisa em Educação, [S.l.], v. 14, n. 2s1, p. 858-884, nov. 2019. ISSN 1809-0354. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/atosdepesquisa/article/view/7188>. Acesso em: 06 fev. 2023. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1809-0354.2019v14n2s1p858-884.

Palavras-chave

Educação a Distância; Formação de Profissionais da Educação; Instituições de Ensino Superior; Política da educação.