AS DIFERENÇAS CULTURAIS NO CONTEXTO DA AVALIAÇÃO EM LARGA ESCALA E DE DESIGUALDADE SOCIAL

  • Bruno Amaro Queiroz Blini Universidade Católica Dom Bosco - UCDB
  • José Licinio Backes Universidade Católica Dom Bosco - UCDB, Programa de Pós-Graduação em Educação - Mestrado e Doutorado.

Resumo

O artigo tem como objetivo analisar como as avaliações em larga escala afetam as percepções dos professores sobre as diferenças. A pesquisa de campo foi realizada por meio de entrevistas semiestruturadas junto a oito professores de duas escolas públicas de Campo Grande (MS), sendo uma com alto IDEB e outra com baixo IDEB. Os resultados indicam que a diferença é vista como um problema e que a preocupação central das escolas é aumentar o IDEB. Com isso, adaptam-se as metodologias e a forma de avaliar, responsabilizam-se os alunos pelo mau desempenho (os diferentes, com destaque para os indígenas), prioriza-se uma formação continuada voltada ao aumento do IDEB, transferem-se os alunos (diferentes) que não se enquadram no padrão desejado e enfatizam-se os conteúdos cobrados nas avaliações externas e a forma como são cobrados.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Set 9, 2019
Como citar
BLINI, Bruno Amaro Queiroz; BACKES, José Licinio. AS DIFERENÇAS CULTURAIS NO CONTEXTO DA AVALIAÇÃO EM LARGA ESCALA E DE DESIGUALDADE SOCIAL. Atos de Pesquisa em Educação, [S.l.], v. 14, n. 2, p. 589-617, set. 2019. ISSN 1809-0354. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/atosdepesquisa/article/view/6910>. Acesso em: 06 jul. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1809-0354.2019v14n2p589-617.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Avaliação em larga escala. Diferença cultural. Educação básica.