CONSOLIDAÇÃO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO: CONDIÇÕES EPISTEMOLÓGICAS, POLÍTICAS E INSTITUCIONAIS

  • Antônio Joaquim Severino

Resumo

O texto apresenta e discute as condições epistemológicas, políticas e institucionais para uma adequada configuração dos programas de pós-graduação em educação. Considerando a pós-graduação como lugar onde a prática da pesquisa é fundamental e imprescindível, dada a natureza da conhecimento como construção do objeto, destaca a importância e a necessidade da fundamentação teórica e da referenciação empírica. Ao mesmo tempo, defende o compromisso de todo conhecimento com a causa emancipatória da sociedade humana, razão pela qual também a produção científica precisa comprometer-se ética e politicamente com a construção da cidadania. Refere-se igualmente às condições institucionais para a estruturação de um Programa que possa servir de contexto para a produção rigorosa de conhecimento novo e para a. Além disso, ao instaurar uma tradição de pesquisa em nossos ambientes acadêmicos, a pós-graduação, no Brasil, se constituiu historicamente como espaço privilegiado, e quase que exclusivo, para a formação de novos pesquisadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como citar
SEVERINO, Antônio Joaquim. CONSOLIDAÇÃO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO: CONDIÇÕES EPISTEMOLÓGICAS, POLÍTICAS E INSTITUCIONAIS. Atos de Pesquisa em Educação, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 40-52, abr. 2007. ISSN 1809-0354. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/atosdepesquisa/article/view/58>. Acesso em: 12 ago. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1809-0354.2006v1n1p40-52.