MÚSICA, UMA LINGUAGEM EDUCOMUNICATIVA

  • Fernanda de Sales Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC/ Departamento de Biblioteconomia e Gestão da Informação - DBI.
  • Ademilde S. Sartori Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC; Programa de Pós-Graduação em Educação do PPGE/UDESC, Centro de Ciências Humanas e da Educação, Departamento de Pedagogia.
  • Manuel Gértrudix Barrio Universidad Rey Juan Carlos, Facultad de Comunicación, Departamento de Comunicación, Sociología y Lengua Española.

Resumo

Esse artigo apresenta a música como linguagem a ser usada em práticas Educomunicativas porque, na perspectiva dos ecossistemas comunicativos, carrega em si os significados de um tempo e de um espaço. Parte da concepção de Ecossistema Comunicativo proposta por Martín-Barbero, que apresenta como características as atuais formas de produção e comunicação do conhecimento em ambiências influenciadas por tecnologias de informação e comunicação, e saberes dispersos, difusos.  Mostra que essas características difusas são compatíveis com a fluidez da música enquanto unidade capaz de comunicar e com práticas pedagógicas educomunicativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Set 18, 2017
Como citar
DE SALES, Fernanda; S. SARTORI, Ademilde; GÉRTRUDIX BARRIO, Manuel. MÚSICA, UMA LINGUAGEM EDUCOMUNICATIVA. Atos de Pesquisa em Educação, [S.l.], v. 12, n. 2, p. 547-566, set. 2017. ISSN 1809-0354. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/atosdepesquisa/article/view/5088>. Acesso em: 06 fev. 2023. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1809-0354.2017v12n2p547-566.

Palavras-chave

Educomunicação. Linguagem e Música. Práticas Pedagógicas Educomunicativas.