ENSINO CRÍTICO DE INGLÊS E FORMAÇÃO DOCENTE NA CONTEMPORANEIDADE

Resumo

Este estudo reflete sobre o ensino de Inglês e a formação docente no contexto no Brasil do século XXI. Para tanto, o estudo revisa o conceito de pedagogia crítica discutindo suas implicações para o ensino-aprendizagem de Inglês como Língua Estrangeira (LE). A fim de subsidiar a reflexão proposta, o artigo analisa qualitativamente crenças de licenciandos em Química que cursam a disciplina de Inglês Instrumental e licenciandos em Letras Inglês sobre o papel do professor e do Inglês em suas formações e na educação contemporânea. Em geral a análise de dados indica que o professor é visto como mero transmissor de conhecimentos e que o Inglês tem um papel secundário na sua formação, e consequentemente, na constituição identitária do futuro professor.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Set 3, 2016
Como citar
FINARDI, Kyria Rebeca; VIEIRA, Gicele Vergine. ENSINO CRÍTICO DE INGLÊS E FORMAÇÃO DOCENTE NA CONTEMPORANEIDADE. Atos de Pesquisa em Educação, [S.l.], v. 11, n. 2, p. 549-571, set. 2016. ISSN 1809-0354. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/atosdepesquisa/article/view/4759>. Acesso em: 06 jul. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1809-0354.2016v11n2p549-571.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Educação contemporânea; ensino crítico de Inglês; formação docente.