Autoria docente em sala de aula: uma análise de situações de trabalho a partir de relatos de prática

  • Tatiana Luna UFRPE/UFPE

Resumo

O trabalho docente raramente é concebido como uma atividade profissional (FAITA, 2005), seja pelas pesquisas acadêmicas que o associam apenas à esfera educacional, seja pelo senso comum que o identifica como um tipo de “sacerdócio”. Contrapondo-se a esses discursos, este estudo considera a atividade do professor enquanto tal e se ocupa especificamente da prática de ensino-aprendizagem de língua materna, observando-a como uma das ramificações do campo de trabalho pedagógico. Apoiando-nos nos estudos acerca da análise da linguagem em situações de trabalho (TELLES, ALVAREZ, 2004; SOUZA-E-SILVA, 2004; FAITA, 2005), bem como em estudos acerca do letramento  em ambientes escolares (KLEIMAN, 2007; SIGNORINI, 2007), nosso objetivo é observar como, no âmbito da sala de aula, se estabelecem as inter-relações entre as normas antecedentes e as renormalizações. Em outras palavras, como os professores reconstroem as normas prescritas pelas instituições (por exemplo, o projeto político-pedagógico da escola, as orientações curriculares formulados pelo Ministério da Educação e por secretariais estaduais e municipais e o próprio livro didático) ao organizarem suas sequências didáticas. Para tal, analisamos sete relatos de experiência de professores vencedores do “Programa Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro” em 2012 na categoria crônica. Nesse contexto, entendemos que as prescrições correspondem ao regulamento da Olimpíada, ao material didático dedicado ao gênero crônica - caderno “A ocasião faz o escritor”, CD-ROOM e coletânea de textos - e às orientações para a escrita dos relatos. Os resultados indicam que os docentes ressignificam o ensino de gêneros e modificam a organização em  sequências didáticas prevista pelo material da Olimpíada. As atividades relatadas favorecem mais a inserção dos alunos nas práticas de letramento do que a apropriação do modelo didático da crônica. Também constatamos que alguns textos subvertem as coerções próprias do gênero relato de experiência e as normas postuladas pelo programa para a escrita desse relato. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Mai 2, 2016
Como citar
LUNA, Tatiana. Autoria docente em sala de aula: uma análise de situações de trabalho a partir de relatos de prática. Atos de Pesquisa em Educação, [S.l.], v. 11, n. 1, p. 201-224, maio 2016. ISSN 1809-0354. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/atosdepesquisa/article/view/4676>. Acesso em: 06 jul. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1809-0354.2016v11n1p201-224.
Seção
Artigos

Palavras-chave

situação de trabalho; letramento; relato de experiência docente