A VIOLÊNCIA NO COTIDIANO ESCOLAR DE UMA ESCOLA DE PERIFERIA

  • Fernanda Feitosa do Vale Furb
  • Leila Maria Ferreira Salles foi substituido o arquivo pelo título em minúscula

Resumo

Uma escola pública da periferia é analisada em detalhes, e a concepção de violência de alunos e educadores é caracterizada. As análises nos permitem mapear alguns conflitos surgidos no interior da instituição e captar mecanismos que colaboram para transformar os conflitos em confrontos. É evidente que a violência que permeia a vida dos jovens em todos os seus aspectos também ocorre na escola e que há conflitos e tensões que surgem a partir da própria prática escolar. Se a escola tem se estabelecido como um espaço de conflitos constantes, esses não podem ser concebidos apenas como fatores negativos para o processo de ensino e aprendizagem. Pelo contrário, é extremamente importante construir um projeto educacional que leve em conta situações conflitivas que ocorrem no ambiente escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Dez 28, 2011
Como citar
VALE, Fernanda Feitosa do; SALLES, Leila Maria Ferreira. A VIOLÊNCIA NO COTIDIANO ESCOLAR DE UMA ESCOLA DE PERIFERIA. Atos de Pesquisa em Educação, [S.l.], v. 6, n. 3, p. 724-750, dez. 2011. ISSN 1809-0354. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/atosdepesquisa/article/view/2828>. Acesso em: 17 ago. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1809-0354.2011v6n3p724-750.
Seção
Dossiê Educação Estética

Palavras-chave

Violência. Escola. Juventude.