PERSPECTIVA LONGITUDINAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO: produções brasileiras e a organização e implementação de um estudo deste perfil

  • Luciana Ponce Bellido Giraldi Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP
  • Silvia Regina Ricco Lucato Sigolo Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP/Professora Doutora do Departamento de Psicologia da Educação

Resumo

Este texto teve como objetivo identificar e analisar aspectos metodológicos de estudos longitudinais desenvolvidos em educação no Brasil e relatar brevemente a organização de uma investigação deste perfil. Para isso foram sistematizadas revisões bibliográficas na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações, no Periódico da Capes, na base de dados Pathernon e no Scielo, onde houve a busca por artigos. Os descritores utilizados foram: estudo longitudinal e estudos longitudinais, entre os anos 1999 e 2013. Aproximadamente 500 produções associadas à educação foram encontradas, contudo, algumas apareceram repetidamente nos bancos de dados. Todos os títulos, resumos e palavras-chaves foram lidos e excluídos os textos que não se relacionavam com o contexto escolar, os que deixaram de descrever a metodologia empregada no estudo ou os que, posteriormente, não foram localizados na íntegra. Foram analisadas dezessete produções. Tornou-se possível perceber que as pesquisas encontradas exibiram um modelo longitudinal de painel, definido assim por acompanhar um mesmo grupo de sujeitos ao longo de um período, e se localizaram centralmente na Educação Infantil e no Ensino Fundamental, o que pressupõe lacunas ampliadas de informações longitudinais no Ensino Médio e Superior brasileiro. Mostrou-se mais usual entre os estudos longitudinais analisados, a coleta de dados ser organizada entre dois a três anos de acompanhamento, sendo o questionário o instrumento de coleta de dados mais recorrente entre os trabalhos analisados. A experiência descrita, sobre uma pesquisa longitudinal, trouxe aspectos em comum com os textos analisados, se fez presente o uso do método qualitativo na coleta e análise de dados, permeados por estudos de casos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
Mai 2, 2016
Como citar
GIRALDI, Luciana Ponce Bellido; SIGOLO, Silvia Regina Ricco Lucato. PERSPECTIVA LONGITUDINAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO: produções brasileiras e a organização e implementação de um estudo deste perfil. Atos de Pesquisa em Educação, [S.l.], v. 11, n. 1, p. 2-22, maio 2016. ISSN 1809-0354. Disponível em: <https://proxy.furb.br/ojs/index.php/atosdepesquisa/article/view/10.7867>. Acesso em: 06 jul. 2022. doi: http://dx.doi.org/10.7867/1809-0354.2016v11n1p2-22.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Pesquisa longitudinal em educação no Brasil; Metodologia de pesquisa; Estudo qualitativo.