ESCOLHAS CONTÁBEIS NA DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA NO CONTEXTO DO MERCADO DE CAPITAIS BRASILEIRO

Flávia Fonte de Souza Maciel, Bruno Meirelles Salotti, Joshua Onome Imoniana

Resumo


As normas contábeis brasileiras, através do Pronunciamento Técnico CPC 03, estabelecem opções de classificação na Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC) dos fluxos de caixa relacionados a juros, dividendos e juros sobre capital próprio, pagos e recebidos, em linha com a norma internacional IAS 7. Apesar dessa liberdade de escolha, o CPC 03, parágrafo 34A, encoraja fortemente certas classificações de tais fluxos de caixa. Este trabalho busca verificar se a maioria das empresas não financeiras do mercado de capitais brasileiro segue o referido encorajamento, e identificar uma relação entre características (setor e firma de auditoria) das empresas e suas escolhas de classificação na DFC, no período de 2008 a 2014. Com uma amostra de 352 empresas, 2.323 relatórios de auditores e DFCs analisados, e 3.821 dados levantados, os resultados apontaram que: i) a maior parte das empresas brasileiras segue as classificações encorajadas pelo parágrafo 34A do CPC 03, exceto quanto ao item dividendos/JCP recebidos; ii) as empresas dos setores “Máquinas Industriais” e “Têxtil” seguiram uma classificação predominante em todos os itens que possuem flexibilidade de apresentação na DFC; e, iii) há classificações predominantes em todos itens para empresas auditadas pela PwC. Finalmente, quanto ao tema escolhas contábeis, este trabalho contribui ao identificar possíveis influências que direcionam a escolha de classificação na DFC.

Palavras-chave


Demonstração dos Fluxos de Caixa; Escolhas Contábeis; Mercado de capitais; Brasil.

Texto completo:

DOI:10.4270/ruc.2017432

Referências


ANDRADE, M. E. M. C.; SILVA, D. M.; MALAQUIAS, R. F. Escolhas Contábeis em Propriedades para Investimento. Revista Universo Contábil, v. 9, n. 43, p. 22-37, jul./set. 2013.

ASSAF NETO, A. Finanças Corporativas e Valor. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2012.

BAIK, B.; CHO, H.; CHOI, W.; LEE, K. Who Classify Interest Payments as Financing Activities? An Analysis of Classification Shifting in the Statement of Cash Flows at the Adoption of IFRS. Journal of Accounting and Public Policy, v. 35, p. 331-351, jul./ago., 2016.

BONNER, S. E. Judgement and Decision Making in Accounting. New Jersey: Prentice Hall, 2007.

BRAGA, R.; MARQUES, J. A. V. C. Avaliação da liquidez das empresas através da análise da demonstração de fluxos de caixa. Revista Contabilidade & Finanças, v. 14, n. 25, p. 6-23, jan./abr. 2001.

CABELLO, O. G.; PEREIRA, C. A. Efeitos das práticas de tributação do lucro na Effective Tax Rate (ETR): uma abordagem da teoria das escolhas contábeis. Advances in Scientific and Applied Accounting, v. 8, n. 3, p. 356, set./dez. 2015.

CARDOSO, R. L. Regulação econômica e escolhas de práticas contábeis: Evidências no mercado de saúde suplementar brasileiro. 2005. 154 f. Tese (Doutorado em Ciências Contábeis) – Departamento de Contabilidade e Atuária, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS – CPC. Pronunciamento Técnico n. 3 (R2) – Demonstração dos Fluxos de Caixa. Brasília, 2010. Disponível em: . Acesso em: 26 out. 2014.

DE FRANCO, G.; KOTHARI, S. P.; VERDI, R. S. The benefits of financial statement comparability. Journal of Accounting Research, v. 49, n. 4, p. 895-931, set. 2011.

FIELDS, T. D.; LYS, T. Z.; VINCENT, L. Empirical research on accounting choice. Journal of Accounting and Economics, v. 31, n. 1, p. 255-307, 2001.

FRANCIS, J. Discussion of empirical research on accounting choice. Journal of Accounting and Economics, v. 31 n. 1, p. 309-319, 2001.

GAJEK, L.; KUCINSKI, L. Complete discounted cash flow valuation. Insurance: Mathematics and Economics. V. 73, p. 1-19, 2017.

GONCHAROV, I.; ZIMMERMANN, J. Do accounting standards influence the level of earnings management?: Evidence from Germany. Die Unternehmung, v. 61, n. 5, p. 371-388, 2007.

GORDON, E. A.; HENRY, E.; JORGENSEN, B. N.; LINTHICUM, C. L. Flexibility in cash flow reporting classification choices under IFRS: determinants and consequences, mai. 2013. Disponível em: . Acesso em: 08 mar. 2017.

HOLTHAUSEN, R. W. Accounting method choice: Opportunistic behavior, efficient contracting, and information perspectives. Journal of Accounting and Economics, v. 12, n. 1, p. 207-218, 1990.

IMONIANA, J. O.; PEREIRA, A. C. Auditor-Client Alignment through competitive priorities - Evidence from Brazil. Revista de Contabilidade e Controladoria – UFPR, Curitiba, v. 6, n. 2, p. 147-163, mai./ago. 2014.

LEE, L. F. Incentives to inflate reported cash from operations using classification and timing. The Accounting Review, v. 87 n. 1, p. 1-33, 2012.

LEUZ, C.; NANDA, D.; WYSOCKI, P. D. Earnings management and investor protection: an international comparison. Journal of Financial Economics, v. 69, n. 3, p. 505-527, 2003.

LORENCINI, F. D.; COSTA, F. M. Escolhas contábeis no Brasil: Identificação das características das companhias que optaram pela manutenção versus baixa dos saldos do ativo diferido. Revista Contabilidade & Finanças, v. 23, n. 58, p. 52–64, jan./abr. 2012.

LUSTOSA, P. R. B.; SANTOS, A. Importância relativa do ajuste no fluxo de caixa das operações para o mercado de capitais brasileiro. In: 6o Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, Anais..., São Paulo, Brasil, 2006.

MARTÍNEZ, J. A.; MARTÍNEZ, F. G.; DIAZARAQUE, J. M. M. Optional accounting criteria under IFRSs and corporate characteristics: evidence from spain. Revista de Contabilidad – Spanish Accounting Review, v. 14, n. 1, p. 59-85, 2011.

MISSONIER-PIERA, F. Economic determinants of multiple accounting method choices in a Swiss context. Journal of International Financial Management & Accounting, v. 15, n. 2, p. 118-144, 2004.

MURCIA, F. D.; WUERGES, A. Escolhas contábeis no mercado brasileiro: divulgação voluntária de informações versus gerenciamento de resultados. Revista Universo Contábil, v. 7, n. 2, p. 28-44, abr./jun. 2011.

QUAGLI, A.; AVALLONE, F. Fair value or cost model? Drivers of choice for IAS 40 in the real estate industry. European Accounting Review, v. 19, n. 3, p. 461-493, 2010.

SCHERER, L. M.; TEODORO, J. D.; KOS, S. R.; ANJOS, R. P. Demonstração dos fluxos de caixa: Análise de diferenças de procedimentos de divulgação entre empresas listadas nas bolsas de valores de São Paulo, Frankfurt, Milão e Londres. Revista Contabilidade e Controladoria, v. 4, n. 2, p. 37-51, 2012.

SCOTT, W. R. Financial accounting theory. 7. ed. Toronto: Pearson Education, 2014.

SILVA, D. M.; MARTINS, V. A.; LIMA, F. G. Escolhas Contábeis na Evidenciação da Demonstração dos Fluxos de Caixa. In: 37o Encontro da ANPAD, Anais... Rio de Janeiro, Brasil, 2014.

SMITH, M. Research methods in accounting. 2. ed. London: Sage, 2011.

SUNDER, S. Theory of Accounting and Control. South-Western: Cengage Learning, 1997.

TELLES, S. V.; SALOTTI, B. M. Divulgação da informação contábil sobre depreciação: O antes e o depois da adoção das IFRS. Revista Universo Contábil, v. 11, n. 2, p. 153-173, abr./jun. 2015.

WATTS, R. L. Accounting choice theory and market-based research in accounting. The British Accounting Review, v. 24, n. 3, p. 235-267, 1992.

WATTS, R. L.; ZIMMERMAN, J. L. Positive accounting theory. New Jersey: Prentice-Hall Inc, 1986.

WATTS, R. L.; ZIMMERMAN, J. L. Positive accounting theory: a ten year perspective. Accounting Review, v. 65, n. 1, p. 131-156, 1990.




DOI: http://dx.doi.org/10.4270/ruc.2017432

Locations of visitors to this page

................................................................................................................................................................................................................................................................

Revista Universo Contábil - ISSN 1809-3337
Rua Antonio da Veiga, 140, Sala D-202
CEP 89012-900, Blumenau, SC, Brasil
Tel.: +554733210938 Fax: +554733228818
e-mail: universocontabil@furb.br