EFEITOS DAS HIPÓTESES DA TEORIA POSITIVA DA CONTABILIDADE NA QUALIDADE DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL

Juliana Molina Queiroz, José Elias Feres de Almeida

Resumo


Este trabalho investiga os efeitos das Hipóteses da Teoria Positiva da Contabilidade (TPC) na Qualidade da Informação Contábil, a qual pode ser determinada pelas medidas de relevância, tempestividade, conservadorismo condicional e gerenciamento de resultados das informações divulgadas nas Demonstrações Financeiras. A amostra foi composta por observações de empresas com liquidez de pelo menos 0,001 das ações negociadas na BM&FBOVESPA, no período de 2010 a 2014, coletadas no sistema Comdinheiro. As observações foram segregadas em grupos cujos gestores podem sofrer influência similar dos fatores descritos nas Hipóteses da TPC, criando-se variáveis dummy para esses grupos. Com o intuito de analisar e comparar os grupos, foram utilizadas duas análises de regressão em dados em painel com erros-padrão robustos clusterizados na firma. Os resultados evidenciaram que os efeitos das hipóteses da Teoria Positiva da Contabilidade nas métricas de Qualidade da Informação não são uniformes e variam conforme os controles utilizados. Contudo, é possível verificar que pode existir influência na Relevância da Informação Contábil pela Hipótese dos Planos de Compensação (existência de planos de compensação mais agressivos) e pela Hipótese dos Custos Políticos (tamanho das firmas); na Tempestividade e no Conservadorismo Condicional pela Hipótese dos Custos Políticos; e no Gerenciamento de Resultados, por todas as Hipóteses da TPC analisadas neste estudo.


Palavras-chave


Qualidade da informação contábil; Hipóteses da Teoria Positiva da Contabilidade; Hipótese dos Planos de Compensação; Hipótese do Endividamento; Hipótese dos Custos Políticos.

Texto completo:

doi:10.4270/ruc.2017318

Referências


ALMEIDA, J. E. F. Qualidade da Informação Contábil em Ambientes Competitivos. 2010. Tese (Doutorado em Ciências Contábeis) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Departamento de Contabilidade e Atuária, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. 188 p. doi: 10.11606/T.12.2010.tde-29112010-182706

ALMEIDA, J. E. F; LOPES, A. B.; CORRAR, L. J. Gerenciamento de resultados para sustentar a expectativa do mercado de capitais: impacto no índice market-to-book. Advances in Scientific and Applied Accounting. São Paulo, v.4, n.1, p.44-62, 2011. doi: 10.14392/ASAA.2011040103

BALL, R., BROWN, P. An empirical evaluation of accounting income numbers. Journal of Accounting Research, v.6, n.2, p. 159–178, 1968. doi:10.2307/2490232.

BARTH, M.; LANDSMAN, W.; LANG, M. H. International Accounting Standards and Accounting Quality. Journal of Accounting Research, v. 46, n. 3, p. 467-498, Jun.2008. doi: 10.1111/j.1475-679X.2008.00287.x

BEAVER, W. The information content of annual earnings announcements. Journal of Accounting Research, v. 6, p. 67-92, 1968. doi: 10.1007/s11142-017-9417-z

BERGSTRESSER, D; PHILLIPPON, T. CEO incentives and earnings management. Journal of Financial Economics, n.80, p.511–529, 2005. doi: 10.1016/j.jfineco.2004.10.011

BROWN, S.; HILLEGEIST, S. A. Disclosure Quality and Information Asymmetry. Review of Accounting Studies, v.12, n.2-3, p.443-477, Set.2007. doi: 10.1007/s11142-007-9032-5

BUSHMAN, R.; SMITH, A., Financial accounting information and corporate governance. The Journal of Accounting and Economics, v.32, 237-333, 2001. doi: 10.1016/S01654101(01)00027-1

DECHOW, P. M.; SLOAN, R. G.; SWEENEY, A. P. Detecting earnings management. The Accounting Review, v. 70, n. 2, p. 193-225, Abr.1995.

DECHOW, P. M.; GE, W.; SCHRAND, C. Understanding earnings quality: a review of the proxies, their determinants and their consequences. Journal of Accounting and Economics, v. 50, n. 2-3, p. 344-401, Dez, 2010. doi: 10.1016/j.jacceco.2010.09.001

DECHOW, P. M.; HUTTON, A. P.; KIM, J. H.; SLOAN, R. G. Detecting earnings management: a new approach. Journal of Accounting Research, Chicago, v. 50, n. 2, p. 275-334, 2012. doi: 10.1111/j.1475-679X.2012.00449.x

EDWARDS, E.; BELL, P. W. The theory and measurement of business income. California: University of California Press, 1961.

HAGERMAN, R.L.; ZMIJEWSKI, M.E. 1979. Some economic determinants of accounting policy choice. Journal of Accounting and Economics, v. 1, n. 2, p. 141-161, 1979. doi: 10.1016/0165-4101(79)90004-1

HEALY, P.; PALEPU, K. Information asymmetry, corporate disclosure and capital markets: a review of empirical disclosure literature. Journal of Accounting and Economics, v. 31, p. 405-440, 2001. doi: 10.1016/S0165-4101(01)00018-0

HEALY, P; The effect of bonus schemes on accounting decisions. Journal of Accounting and Economics, 7, p. 85-107, Abr. 1985. doi:10.1016/0165-4101(85)90029-1

HOLTHAUSEN, R. W., LACKER, D. F.; SLOAN, R. G. Annual bonus schemes and the manipulation of earnings”, Journal of Accounting & Economics, v. 19, n.1, p.29-74, 1995. doi: 10.1016/0165-4101(94)00376-G

JENSEN, M. C.; MECKLING, W. H. Theory of the Firm: Managerial Behavior, Agency Costs and Ownership Structure. Journal of Financial Economics, v. 3, p. 305-360, 1976. doi: 10.1016/0304-405X(76)90026-X 1976.

KOTHARI, S. P.; LEONE, A.J.; WASLEY, C.E. Performance matched discretionary accrual measusres. Journal of Accounting and Economics, v. 39, n.1, p.163-197, Fev. 2004. doi:10.106/j.jacceco.2004.11.002

LEWELLEN, W.; LODERER, C.; MARTIN, K. Executive compensation and executive incentive problems: an empirical analysis. Journal of Accounting and Economics, v. 9, n. 3, p. 287-310, 1987. doi: 10.1016/0165-4101(87)90009-7

LOPES, A. B.; IUDÍCIBUS, S. Teoria Avançada da Contabilidade. 2. Ed. São Paulo: 2012.

LOPES, A. B. The relation between firm-specific corporate governance, cross-listing and the informativeness of accounting numbers in Brazil. Thesis. 2009. Manchester Business School, University of Manchester, 2009.

LOPES, A. B.; MARTINS, E. Teoria da Contabilidade. São Paulo: Atlas, p.1-33, 2005.

LORENCINI, F. D.; COSTA, F.M. Escolhas contábeis no Brasil: identificação das características das companhias que optaram pela manutenção versus baixa dos saldos do ativo diferido. Revista de Contabilidade & Finanças. v. 23, n. 58, p.52-64, Jan-Abr. 2012. doi: 10.1590/S1519-70772012000100004

SANTOS, O. M. Lobbying na Regulação Contábil e Qualidade da Informação: Evidências do Setor Petrolífero. 2012. Tese (Doutorado em Ciências Contábeis) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Departamento de Contabilidade e Atuária, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. 257 p. doi: 10.11606/T.12.2013.tde-15042013-131336

SKINNER, D. J.; DICHEV, I. D. Large–sample evidence on the debt covenant hypothesis. Journal of Accounting Research, v.40, p. 1091-1123, set.2002. doi: 10.2139/ssrn.275174

SILVA, M. Z.; MAZZIONI, S.; BEUREN, I. M. Análise da relação entre remuneração dos executivos e desempenho das empresas brasileiras de capital aberto. In: XIX Congresso Brasileiro de Custos, Bento Gonçalves, RS, Brasil. Nov. 2012.

SILVA, A. H. C. Escolha de Práticas Contábeis no Brasil: Uma Análise sob a Ótica da Hipótese dos Covenants Contábeis. 2008. Tese (Doutorado em Ciências Contábeis) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Departamento de Contabilidade e Atuária, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. 159 p. doi: 10.11606/T.12.2008.tde-16012009-120147

SILVEIRA, A. M., Governança corporativa, desempenho e valor da empresa no Brasil. 2002. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Departamento de Contabilidade e Atuária, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. 165 p. doi: 10.11606/D.12.2002.tde-04122002-102056

PALEPU, K. G.; HEALY, P. M.; BERNARD, V. L. Business analysis & valuation: using financial statements. 3. ed. Thomson Learning: USA, 2004.

VIEIRA, C.A.M.; ARRUDA, M.P.; LUCENA,W.G.L.; SENA,E.W.S. Análise do impacto do grau de endividamento e da diversificação das atividades sobre o conservadorismo contábil. In: IX Congresso ANPCONT. 2015.

WANG, D. Founding family ownership and earnings quality. Journal of Accounting Research. v. 44, n.3, Jun.2006. doi: 10.1111/j.1475-679X.2006.00213.x

WATTS, R. L.; ZIMMERMAN, J. L. Towards a positive of the determination of accounting standards. The Accounting Review. v. 53, n. 1, p. 112-134, 1978.

WATTS, R.L.; ZIMMERMAN, J. L. 1979. The demand for and supply of accounting theories: the market for excuses. The Accounting Review, v. 54, n.2. p. 273-305, 1979.

WATTS, R. L.; ZIMMERMAN, J. L. Positive accounting theory. Englewood Cliffs: Prentice Hall, 1986.




Locations of visitors to this page

................................................................................................................................................................................................................................................................

Revista Universo Contábil - ISSN 1809-3337
Rua Antonio da Veiga, 140, Sala D-202
CEP 89012-900, Blumenau, SC, Brasil
Tel.: +554733210938 Fax: +554733228818
e-mail: universocontabil@furb.br