FATORES DETERMINANTES DO CONTEÚDO DIVULGADO NO RELATÓRIO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS BRASILEIRAS

Andréa Lúcia Doná, Kelly Cristina Mucio Marques, Ademir Massahiro Moribe, José Braz Hercos Junior

Resumo


O Relatório da Administração segue orientações e normatizações de órgãos reguladores, porém, devido a sua estrutura não padronizada, o teor das informações divulgadas é, em grande parte, uma questão de responsabilidade corporativa. Considerando tal proposição, esta pesquisa, de caráter descritivo, teve como objetivo analisar fatores determinantes do conteúdo divulgado no Relatório da Administração de companhias com ações negociadas na BM&FBOVESPA, do setor consumo cíclico, subsetor comércio, no período de 2008 a 2013. Os fatores analisados foram porte, participação acionária, segmento de governança, retorno sobre o patrimônio líquido e retorno sobre o ativo. Observando os pressupostos normativos, o estudo propôs a análise da frequência de itens categorizados em três dimensões: descrição geral da gestão, plano estratégico e performance da empresa e utilizou-se de um modelo de regressão linear agrupado para análise da influência dos fatores selecionados. Foi encontrada relação positiva e significante entre o volume de informações contido nos Relatórios da Administração e o porte, o segmento de governança e a rentabilidade das empresas. No caso da participação acionária não houve relação estatisticamente significante. Ressalta-se que as informações evidenciadas, não obedecem a um padrão no segmento específico e não apresentam consistência e abrangência em relação aos itens que deveriam fazer parte deste relatório. 


Palavras-chave


Relatório da Administração. Evidenciação Contábil. Informação Contábil.

Texto completo:

doi:10.4270/ruc.2015433

Referências


AHMED, K. COURTIS, J. K. Associations between corporate characteristics and disclosure levels in annual reports: a meta-analysis. British Accounting Review, vol. 31, p. 35-61, 1999.

http://dx.doi.org/10.1006/bare.1998.0082

ALI, M. J.; AHMED, K.; HENRY, D. Disclosure compliance with national accounting standards by listed companies in South Asia. Accounting and Business Research, vol. 34, n. 3, p. 183-199, 2004. http://dx.doi.org/10.1080/00014788.2004.9729963

ALJIFRI, K. Annual report disclosure in a developing country: the case of the UAE. Advances in Accounting, incorporating Advances in International Accounting, vol. 24, p. 93-100, 2008.

ARCAY, R. B.; VAZQUEZ, F. M. Corporate characteristics, governance rules and the extent of voluntary disclosure in spain. Advances in Accounting, vol. 21, p. 299-331, 2005. http://dx.doi.org/10.1016/j.adiac.2008.05.001

BRASIL. Lei nº 6.385, de 07 de dezembro de 1976. Disponível em: . Acesso em: 01 jul. 2014.

______. Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976. Disponível em: < http://www.planalto. gov.br/ccivil_03/leis/l6404compilada.htm>. Acesso em: 01 jul. 2014.

. Lei nº 11.638, de 28 de dezembro de 2007. Disponível em: < http://www.planalto. gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/lei/l11638.htm>. Acesso em: 01 jul. 2014.

BEATTIE, V.; MCINNES, V.; FEARNLEY, S. A methodology for analysing and evaluating narratives in annual reports: a comprehensive descriptive profile and metrics for disclosure quality attributes. Accounting Forum, vol. 28, p. 205-236, 2004. http://dx.doi.org/10.1016/j.accfor.2004.07.001

BM&FBOVESPA (BOLSA DE VALORES, MERCADORIAS E FUTUROS). Disponível em: http://www.bmfbovespa.com.br/.

BRYAN, Stephen H. Incremental information content of required disclosures contained in management discussion and analysis. The Accounting Review. Vol.72, n.2, 285-301, april, 1997. http://www.jstor.org/stable/248557

COUTO, Priscilla B. A evidenciação de informações sobre planejamento estratégico nas demonstrações contábeis de divulgação obrigatória: uma análise das empresas do novo mercado da Bovespa. XI Congresso Internacional de Costos e Gestion, Anais...2009.

CVM (COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS). Cartilha de Governança Corporativa. Disponível em:. Acesso em: 01 jul. 2014.

______. Instruções e Pareceres de Orientação. Disponível em:. Acesso em: 01 jul. 2014.

DANTAS, José A.; ZENDERSKY, Humberto C.; SANTOS, Sérgio C.; NIYAMA, Jorge K. A dualidade entre os benefícios do disclosure e a relutância das organizações em aumentar o grau de evidenciação. E & G Economia e Gestão, v. 5, n. 11, p. 56-76, Belo Horizonte, dez. 2005.

ENG, L. L.; MAK, Y. T. Corporate governance and voluntary disclosure. Journal of Accounting and Public Policy, vol. 22, p. 325-345, 2003. http://dx.doi.org/10.1016/S0278-4254(03)00037-1

GALLON, Alessandra V. Evidenciação contábil nos relatórios da administração das empresas participantes dos níveis de governança da Bovespa. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis).Universidade Regional de Blumenau. Blumenau, 2006.

GALLON, Alessandra. V.; BEUREN, Ilse M. e HEIN, Nelson. Evidenciação Contábil: itens de maior divulgação nos relatórios da administração das empresas participantes dos níveis de governança da Bovespa. Revista Contabilidade Vista e Revista. V. 19, n. 2, p. 141-165, Belo Horizonte, abr./jun. 2008.

GODOI, Paulo N. A. Análise da Legibilidade do Relatório da Administração publicado por companhias brasileiras de capital aberto. Dissertação de Mestrado. FECAP – Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado. São Paulo, 2002.

GREEN, W. H. Econometric Analysis. 5. Ed. New Jersey, Prentice Hall, 2002.

GUJARATI, D. N.; PORTER, D. C. Econometria básica. 5 ed. Porto Alegre: AMGH, 2011.

HENDRIKSEN, Eldon S.; BREDA, Michael F. Van. Teoria da Contabilidade. São Paulo: Atlas, 1999.

HOSSAIN, M.; HAMMAMI, H. Voluntary disclosure in the annual reports of an emerging country: The case of Qatar. Advances in Accounting, incorporating Advances in International Accounting, vol. 25, p. 255-265, 2009. http://dx.doi.org/10.1016/j.adiac.2009.08.002

Interbrand. Marcas brasileiras mais valiosas. In: http://www.rankingmarcas.com.br/.

IUDÍCIBUS, Sérgio de. Teoria da Contabilidade. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2004.

LEVENTIS, S.; WEETMAN, P. Voluntary disclosures in an emerging capital market: some evidence from the athens stock exchange. Advances in International Accounting, vol. 17, p. 227-250, 2004. http://dx.doi.org/10.1016/S0897-3660(04)17011-6

LEUZ, C. Cross listing, bonding and firms’ reporting incentives: A discussion of Lang, Raedy and Wilson. Journal of Accounting and Economics, vol. 42, p. 285-299, 2006. http://dx.doi.org/10.1016/j.jacceco.2006.04.003

LOPES, Alexsandro B.; MARTINS, E. Teoria da contabilidade: uma nova abordagem. São Paulo, Atlas, 2012.

MCKINNON, J. L.; DALIMUNTHE, L. Voluntary disclosure of segment information by Australian diversified companies. Accounting and Finance, vol. 33, n. 1, p. 33-50, 1993. http://dx.doi.org/10.1111/j.1467-629X.1993.tb00192.x

MADDEN, T. J; FEHLE, F. e FOURNIER, S. Brands matter: an empirical demonstration of the creation of the shareholder value through branding. Journal of the academy of Marketing Science, vol. 34, n. 2, p. 224-235, 2006. http://dx.doi.org/10.1177/0092070305283356

MARTINS, Eliseu; et al. Manual de contabilidade societária. São Paulo: Atlas, 2013.

MELO, Francisco M. A., Ponte, Vera M. R., Oliveira, Marcelle C. Análise das Práticas de evidenciação de informações avançadas e não obrigatórias nas Demonstrações Contábeis das Empresas Brasileiras. RCO – Revista de Contabilidade e Organizações – FEARP/USP, v. 1, n. 1, p. 30 -42. set/dez, 2007

MURCIA, F. D.; SANTOS, A. Fatores determinantes do nível de disclosure voluntário das companhias abertas no Brasil. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, vol. 3, n. 2, p. 72-95, 2009.

ROCHA, Carlos F. P. e PROCIANOY, Jairo L. Disclosure das Companhias Abertas: um estudo exploratório. Gestão.Org. Revista Eletrônica de Gestão Organizacional. V. 2, n. 3, p. 169-182, set./dez., 2004.

SANTERRE, R. E.; NEUM, S. P. Stock Dispersion and Executive Compensation. The Review of Economics and Statistics, vol. 68, n. 4, p. 685-687, 1986. http://dx.doi.org/10.2307/1924529

SILVA, César A. T.; RODRIGUES, Fernanda F. R.; Abreu, Robson L. Análise dos Relatórios de Administração das Companhias Abertas Brasileiras: um Estudo do Exercício Social de 2002. RAC, v. 11, n. 2, 71-92, Abr./Jun., 2007.

TEIXEIRA, Arilton C. C.; FORTUNATO, Graziela; AQUINO, André C. B.. Relação entre transparência e o valor de mercado das empresas brasileiras de capital aberto. In: 4. CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, São Paulo. São Paulo: FEA/USP, 2004.

WATTS, R. L.; ZIMMERMAN, J. L. Positive accounting theory. Englewood Cliffs, NJ: Prentice-Hall, 1986.

YUTHAS, Kristi; ROGERS, Rodney; DILLARD, Jesse F. Communicative action and corporate annual reports. Journal of Business Ethics. 41:(1-2), 141-157, 2002. http://www.jstor.org/stable/25074912




Locations of visitors to this page

................................................................................................................................................................................................................................................................

Revista Universo Contábil - ISSN 1809-3337
Rua Antonio da Veiga, 140, Sala D-202
CEP 89012-900, Blumenau, SC, Brasil
Tel.: +554733210938 Fax: +554733228818
e-mail: universocontabil@furb.br