UM ESTUDO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA NOS HOSPITAIS FILANTRÓPICOS DO ESPÍRITO SANTO

Aloísio Calve, Valcemiro Nossa, Marcelo Sanches Pagliarussi, Aridelmo José Campanharo Teixeira

Resumo


O presente estudo relaciona o nível de aderência às práticas de governança corporativa nos hospitais filantrópicos do Espírito Santo e a relação dessas práticas com os resultados operacionais, de acordo com a teoria de agência. A amostra compreendeu 21 hospitais filantrópicos, distribuídos em todas as regiões do Estado do Espírito Santo, que disponibilizam 2.029 leitos, representando 60,5% da estrutura de leitos dos hospitais filantrópicos do Espírito Santo. Os dados foram coletados por meio de questionário respondido pelos representantes dos hospitais, análise dos demonstrativos contábeis, do relatório anual de 2010 e consulta ao web site dos hospitais. Os resultados apontaram que apenas um hospital conseguiu ultrapassar 50% da pontuação máxima do Índice de Governança Corporativa para Hospitais Filantrópicos - IGHF. Quanto à análise dos indicadores de desempenho e sua relação com o IGHF, foi utilizado o teste de médias de Mann-Whitney, e os resultados indicam que os hospitais com maior índice do IGHF possuem médias diferentes dos hospitais com menor índice do IGHF para os indicadores de receita, ativos e internações, por leito hospitalar. 


Palavras-chave


Governança Corporativa, Hospitais Filantrópicos, Desempenho.

Texto completo:

doi:10.4270/ruc.2013434

Referências


ALAM, Pervaiz; ELSHAFIE, Essam; JARJOURA, David. The Effect of Ownership Structure on Performance of Hospitals.Academy of Accounting and Financial Studies Journal, v.12, n. 3, p. 37-51, 2008.

ALEXANDER, J. A.; LEE, Shoou-Yih D. Does Governance Matter? Board Configuration and Performance in Not-for-Profit Hospitals.The Milbank Quarterly.v. 84, n. 4, p. 733–758, 2006. http://dx.doi.org/10.1111/j.1468-0009.2006.00466.x

BEATTIE, V.; MCINNES, W.; FEARNLEY, S. A methodology for analyzing and evaluating narratives in annual reports: a comprehensive descriptive profile and metrics for disclosure quality attributes. Accounting Forum, v. 28, n. 3, p. 205-236, 2004. http://dx.doi.org/10.1016/j.accfor.2004.07.001

CFC. Conselho Federal de Contabilidade. Disponível em: . Acesso em: 04 de setembro de 2011.

COY, D.; DIXON, K. The public accountability index: crafting a parametric disclosure index for annual reports. The British Accounting Review. v. 36, n. 1, p. 79-106, 2004. http://dx.doi.org/10.1016/j.bar.2003.10.003

FAMA, E.; JENSEN, M. Separation of ownership and control. Journal of Law and Economics, v. 26, n. 2, p. 301–325, 1983. http://dx.doi.org/10.1086/467037

FEHOFES. Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Espírito Santo (2010). Boletim Informativo Anual, Espírito Santo.

FERREIRA, A. Mateus. Métodos Estatísticos e Delineamento experimental: Testes não Paramétricos. Escola Superior Agrária Castelo Branco, 2004-2005, (Apostila de aula). Disponível em: . Acesso em: 20 de setembro de 2011.

GIL, Antônio Carlos. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 4. ed.São Paulo: Atlas, 2002.

GROSSMAN, S. J. e HART, O. An analysis of the principal-agent problem. Econometrica, 51, 7–45, 1983. http://dx.doi.org/10.2307/1912246

HART, O., e HOLMSTROM, B. The theory of contracts. In: Advances in Economic Theory, Fifth World Congress, edited by T. Bewley. New York: Cambridge University Press, 1987.

JEGERS, Marc. “Corporate” Governance in Nonprofit Organizations: A Non-Technical Review of the Economic Literature. In: ISTR International Conference, 8, 2008, Barcelona. Anais… Barcelona (Spain): ISTR, 2008.

JENSEN, M. C.; MECKLING, W. H. Theory of the firm: managerial behavior, agency costs and ownership structure. The Journal of Financial Economics, v. 3, n. 4, p. 305-360, 1976. http://dx.doi.org/10.1016/0304-405X(76)90026-X

LEAL, E. A.; FAMA, R. Governança nas Organizações do Terceiro Setor: um estudo de caso. In: SemeAd - Seminário em Administração, 10., 2007, São Paulo. Anais... São Paulo: FEA/USP, 2007.

LEVINE, D.M.; STEPHAM, D.; KREHBIEL, T. C.; BERENSON, M. Estatística: Teoria e Aplicações usando o Microsoft Excel em português. 3. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2005.

MANN, H. B.; WHITNEY, D. R. On a test of whether one of two random variables is stochastically larger than the other. The Annals of Mathematical Statistics. v.18, n.1, p. 50-60, 1947 .

MENDONÇA, L. Rocha de; MACHADO FILHO, C. A . Governança corporativa nas Organizações do Terceiro setor: considerações teóricas. RAUSP. v. 39, n. 4, p. 302-308, out./dez. 2004.

MISORELLI, C.L. Governança corporativa nas organizações sem fins lucrativos. 2003. 77 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Administração) - Universidade de São Paulo – FEA-USP, São Paulo, 2003.

REZENDE, Amaury J.; FACURE, Carlos E. F.; DALMACIO, Flávia Z. Práticas de Governança Corporativa em Organizações Sem Fins Lucrativos. In: Congresso USP Controladoria e Contabilidade, 9., 2009, São Paulo. Anais... São Paulo: 2009.

ROSS, S. The economic theory of agency: the principal's problem. American Economic Review, v. 63, p. 134–139, 1973

SIEGEL, S.; CASTELLAN JUNIOR, N. J. Estatística não-paramétrica para ciências do comportamento. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

STEVENSON, William J. Estatística aplicada à administração: tradução Alfredo Alves de Farias. São Paulo: Harper e Row do Brasil, Ed. 2001.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em Administração. São Paulo: Atlas, 2004.

VIACAVA, Diane F.; GORDON, Bruce; GOLDSTEIN, Lisa; NELSON, John. Governance of Not-For-Profit Healthcare Organizations. American Health Lawyers Association. New York, June, 2005.




Locations of visitors to this page

................................................................................................................................................................................................................................................................

Revista Universo Contábil - ISSN 1809-3337
Rua Antonio da Veiga, 140, Sala D-202
CEP 89012-900, Blumenau, SC, Brasil
Tel.: +554733210938 Fax: +554733228818
e-mail: universocontabil@furb.br