O PORTO E A INSTRUÇÃO CONTABILÍSTICA: APRECIAÇÃO CRÍTICA DA DISCIPLINA DE CONTABILIDADE E DO CURSO DE COMÉRCIO DA ACADEMIA POLITÉCNICA DO PORTO, 1837

Miguel Gonçalves, Maria da Conceição da Costa Marques

Resumo


Em matérias relacionadas com História da Contabilidade, a questão do ensino da Contabilidade nas antigas escolas de Comércio aparece por vezes negligenciada. Portugal é uma excepção a esta regra, por via dos artigos internacionais publicados sobre a Aula de Comércio (1759), instituição escolar fundada em Lisboa. Com inspiração nesses estudos, o artigo adopta no entanto outro ângulo de visão, redireccionado a atenção para outro pólo comercial que não a capital de Portugal – a cidade do Porto no segundo terço do século XIX. Desta forma, o paper estuda a problemática do ensino contabilístico numa escola portuguesa de ensino superior fundada em 1837 – a Academia Politécnica do Porto. Um dos dez cursos desta instituição escolar era o de Comércio, no qual os alunos aprendiam Contabilidade por partidas dobradas. Assim, o objectivo central deste estudo é o de dar a conhecer os principais aspectos relacionados com o ensino da Contabilidade na Academia Politécnica do Porto, nomeadamente aqueles que se prendem com o programa de estudos da 11.ª cadeira (Comércio e Economia Industrial) e com os factores que contribuíram para a reduzida procura do Curso de Comércio. O principal contributo do trabalho diz respeito à análise crítica da disciplina de Contabilidade leccionada na Academia Politécnica do Porto.


Palavras-chave


História da Contabilidade. Porto. Ensino. Academia Politécnica do Porto. Curso de Comércio.

Texto completo:

doi:10.4270/ruc.2012327

Referências


AMORIM, J.L. Dumarchey e a sua obra. Revista de Contabilidade e Comércio, v. 57, p. 23-50, 1947.

ANDERSONGOUGH, F. Education. In: EDWARDS, J.R.; WALKER, S. (eds.). Routledge Companion to Accounting History. London & New York: Routledge Taylor & Francis Group, 2009. pp. 297-316.

ANTONI, T. Las escuelas de ábaco en Pisa en el siglo XIV. Técnica Contable, v. 457, 1987. pp. 19-22.

ARQUERO MONTAÑO, J.L.; DONOSO ANES, J.A. Inicios de las enseñanzas oficiales de comercio en España: creación de la Escuela de Comercio de Cádiz (1799-1804) - selección de los primeros profesores, métodos de enseñanza y programas, con especial referencia a los de contabilidad. Congresso AECA, 11., 2000, Madrid, Espanha. Anais… Madrid, Espanha, 2000. pp. 1-19.

ARQUERO MONTAÑO, J.L.; DONOSO ANES, J.A. Inicios de las enseñanzas oficiales de comercio en España: creación de la Escuela de Comercio de Cádiz (1799-1804) - selección de los primeros profesores, métodos de enseñanza y programas, con especial referencia a los de contabilidad. Revista de Contabilidad, v. 8, n. 15, p. 183-214, 2005.

AZEVEDO, M.C. A Aula do Comércio, primeiro estabelecimento de ensino técnico profissional oficialmente criado no mundo. Lisboa: Edição da Escola Comercial Ferreira Borges, 1961.

AZEVEDO, R.A. O Porto na época moderna: da Academia Real da Marinha e Comércio do Porto à Academia Politécnica do Porto. Porto: Oficinas Gráficos Reunidos, 1982.

BASTO, A.M. Memória histórica da Academia Politécnica do Porto - precedida da “Memória sobre a Academia Real da Marinha e Comércio” pelo conselheiro Adriano de Abreu Cardoso Machado. Porto: Universidade do Porto, 1937.

BORGES, J.F. Dicionário Jurídico-Comercial. Lisboa: Tipografia da Sociedade Propagadora dos Conhecimentos Úteis, 1839.

CAIADO, A.P. The teaching of Accounting in Aula do Comércio (1759-1844). World Congress of Accounting Historians, 8., 2000, Madrid, Espanha. Anais... Madrid, Espanha, 2000. pp. 1-9.

CAMPOS, J.F. Apontamentos relativos à instrução pública. Lisboa: Tipografia da Academia Real das Ciências, 1859.

CARDOSO, J.L. Uma ‘notícia esquecida’: o ensino da Economia na Aula do Comércio. Estudos de Economia, v. 5, n. 1, p. 87-112, 1984.

CARMONA, S. Accounting history research and its diffusion in an international context. Accounting History, v. 9, n. 3, p. 7-23, 2004. http://dx.doi.org/10.1177/1032373204009 00302

CARMONA, S.; ZAN, L. Mapping variety in the history of accounting and management practices. European Accounting Review, v. 11, n. 2, p. 291-304, 2002. http://dx.doi.org/10.1080/09638180220125526

CARNEGIE, G.D.; NAPIER, C.J. Critical and interpretative histories: insights into accounting's present and future through its past. Accounting, Auditing & Accountability Journal, v. 9, n. 3, p. 7-39, 1996. http://dx.doi.org/10.1108/09513579610121956

CARQUEJA, H.O. Do saber da profissão às doutrinas da academia. Revista de Contabilidade e Comércio, Separata Anexa 234-235, p. 1-144, 2002.

CARVALHO, R. História do ensino em Portugal: desde a fundação da nacionalidade até ao fim do regime de Salazar-Caetano. 3. ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2001.

CARVALHO, R. História do ensino em Portugal: desde a fundação da nacionalidade até ao fim do regime de Salazar-Caetano. 4. ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2008.

COSTA, C.B. O Ensino da Contabilidade em Portugal: a necessidade de uma licenciatura em Contabilidade. Revista de Contabilidade e Comércio, v. 176, p. 389-404, 1980.

COSTA, C.B. Breves notas sobre a Aula de Comércio. Revista de Contabilidade e Finanças (Portugal), v. 96, p. 4-5, 2009.

ESTEVENS, M. Classe média: o universo provável dos discentes da Aula de Comércio? Revista de Contabilidade e Finanças (Portugal), v. 99, p. 4-8, 2009.

FELISMINO, A. No duplo centenário da Aula do Comércio. Lisboa: [s.n.], 1960.

FERNÁNDEZ AGUADO, J. Historia de la Escuela de Comercio de Madrid y su influencia en la formación gerencial española. Madrid: Asociación Española Contabilidad y Administración de Empresas, 1997a.

FERNÁNDEZ AGUADO, J. Los comienzos oficiales de la Escuela de Comercio de Madrid: 1850-1887. Cuadernos de Estudios Empresariales, v. 7, p. 117-138, 1997b.

FERNÁNDEZ AGUADO, J. Los estudios de Contabilidad en la Escuela de Comercio de Madrid (1828-1922). Congresso AECA, 9., Salamanca, Espanha. Anais… Salamanca, Espanha, 1997c. Tomo I.

FERREIRA, L.; KEDSLIE, M.; FREITAS, M.V. The history of accounting in Portugal, with special reference to the Aula do Commercio. European Accounting Association Annual Congress, 18., 1995, Birmingham, Reino Unido. Anais... Birmingham, Reino Unido, 1995.

FERREIRA, R.F. Contabilidade e terminologias em mudança. Revista de Contabilidade e Finanças (Portugal), v. 100, p. 23, 2010.

FLEISCHMAN, R.K.; MILLS, P.A.; TYSON, T.N. A theoretical primer for evaluating and conducting historical research in accounting. Accounting History, v. 1, n. 1, p. 55-75, 1996. http://dx.doi.org/10.1177/103237329600100104

FREITAS, J.J.R. Instrução Industrial e Comercial I. O Comércio do Porto. In: ALVES, J.F. (recolha e introd.). José Joaquim Rodrigues de Freitas: novas páginas avulsas. Porto: Fundação Eng.º António de Almeida, 1881a. pp. 125-127.

FREITAS, J.J.R. Instrução Industrial e Comercial VI. O Comércio do Porto. In: ALVES, J.F. (recolha e introd.). José Joaquim Rodrigues de Freitas: novas páginas avulsas. Porto: Fundação Eng.º António de Almeida, 1881b. pp. 139-143.

GARCÍAFUENTES, M. Las Escuelas de Comercio en el siglo XIX: la escuela de la Coruña. Gestión Empresarial, v. 3, p. 32-39, 1984.

GOMES, D.; RODRIGUES, L.L. Investigação em história da Contabilidade. In: MAJOR, M.J.; VIEIRA, R. (eds.). Contabilidade e controlo de gestão: teoria, metodologia e prática. Lisboa: Escolar Editora, 2009. pp. 211-239.

GONÇALVES, J.C.S. A Aula do Comércio. Lisboa: [s.n.], 1960.

GONÇALVES, M. Bosquejo de uma sucinta história da Contabilidade em Portugal até à fundação da primeira escola de Comércio e Contabilidade (1759). Revista Universo Contábil, v. 6, n. 4, p. 89-103, 2010a. http://dx.doi.org/10.4270/ruc.2010433

GONÇALVES, M. Escola de Comércio e memória histórica dos primeiros professores e estudantes de Contabilidade (Parte I). Revista da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, v. 127, p. 56-64, 2010b.

GONÇALVES, M. Escola de Comércio e memória histórica dos primeiros professores e estudantes de Contabilidade (Parte II). Revista da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, v. 128, p. 47-54, 2010c.

GONÇALVES, M. Aula de Comércio do Porto (1803): sua criação e confronto crítico com a correlativa Aula lisboeta. Contabilidade e Gestão 10 - Revista Científica da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas (Portuguese Journal of Accounting and Management), p. 115-163, 2011a.

GONÇALVES, M. Escola de Comércio de Lisboa, 1844-1869: contributo para a história do ensino da Contabilidade em Portugal. Revista de Contabilidade e Finanças (Portugal), v. 106, p. 12-17, 2011b.

GONÇALVES, M. E depois da Aula de Comércio, 1844? Digressão através do ensino da Contabilidade na Lisboa Oitocentista. Jornal de Contabilidade, v. 420, p. 87-100, 2012.

GONÇALVES, M.; MARQUES, M.C.C. Uma ‘História não Contada’: o ensino da Contabilidade na Aula de Comércio do Porto. Jornal de Contabilidade, v. 413, p. 246-248, 2011a.

GONÇALVES, M.; MARQUES, M.C.C. On the interrelations between accounting education and the state: the teaching of accounting at the Oporto School of Commerce. In: Before and After Luca Pacioli - a cura di Esteban Hernández Esteve e Matteo Martelli, pp. 641-652. Incontro Internazionale Before and After Luca Pacioli, 2., 2011, Sansepolcro-Perugia-Firenze, Itália. Anais... Centro Studi 'Mario Pancrazi' - Associazone per la valorizzazione della cultura delle matematiche; Spanish Association for Accounting and Business Management - Accounting History Association; Società Italiana di Storia della Ragioneria, 2011b.

HOPWOOD, A.G. The tale of a committee that never reported: disagreements on intertwining accounting with the social. Accounting, Organizations and Society, v. 10, n. 3, p. 361-377, 1985. http://dx.doi.org/10.1016/0361-3682(85)90025-X

LIRA, M.M.C. A Importância da Aula de Comércio na história da Contabilidade Portuguesa. Revista Universo Contábil, v. 7, n. 2, p. 97-113, 2011. http://dx.doi.org/ 10.4270/ruc.2011215

LOPES, E. Genealogia duma escola: origens e tradições da Academia Politécnica (1762-1911). Coimbra: Imprensa da Universidade, 1915.

LOPES, F.C. História da Contabilidade - A Aula do Comércio: primeira escola de gestores em Portugal. Jornal do Técnico de Contas e da Empresa, v. 320, p. 127-128, 1992.

MACHADO, A.J.C. A importância das reformas pombalinas do ensino na evolução da Contabilidade. Revista de Contabilidade e Finanças (Portugal), v. 98, p. 4-8, 2009.

MAFFRE, P. Les origines de l’enseignement commercial supérieur en France au XIXe siècle. Tese de doutoramento em História. Paris: University Paris I, 1983.

MAFFRE, P. La comptabilité dans les écoles supériéures de commerce au XIXe siecle. Revue Historique , v. 276, n. 1, p. 133-156, 1986.

MARQUES, M.C.C.; ALMEIDA, J.J.M. A influência da teoria positiva da Contabilidade de Dumarchey na estruturação do pensamento contabilístico português. Revista de Contabilidade e Comércio, v. 229, p. 189-211, 2001.

MARTINS, E.; SILVA, A.F.; RICARDINO, A. Escola Politécnica: possivelmente o primeiro curso formal de contabilidade do estado de São Paulo. Revista Contabilidade & Finanças (FEA/USP), v. 17, n. 42, p.113-122, 2006. http://dx.doi.org/10.1590/S1519-70772006000300010

MARTINS, R.M.E. A Aula do Comércio. Revista de Contabilidade e Comércio, v. 19, p. 262-265, 1937.

MARTINS, R.M.E. A Aula do Comércio: 1759. Lisboa: [s.n.], 1960.

NAPIER, C.J. Accounts of change: 30 years of historical accounting research. Accounting, Organizations and Society, v. 31, n. 4/5, p. 445-507, 2006. http://dx.doi.org/ 10.1016/j.aos.2005.12.004

NUNES, M.F. Rodrigues de Freitas: da Academia Politécnica do Porto ao publicismo oitocentista. Notas dispersas. In: Rodrigues de Freitas: a obra e os contextos. Colóquio Faculdade de Letras, Centro Leonardo Coimbra. Anais... Porto: Universidade do Porto, 1997.

PACHECO, E. Alteração das acessibilidades e dinâmicas territoriais na região norte: expectativas, intervenções e resultantes. Tese de doutoramento em Geografia. Porto: Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 2001.

PELEIAS, I.R.; SILVA, G.P.; SEGRETI, J.B.; CHIROTTO, A.R. Evolução do ensino da contabilidade no Brasil: uma análise histórica. Revista Contabilidade & Finanças (FEA/USP), v. 18, n. especial, p.19-32, 2007. http://dx.doi.org/10.1590/S1519-70772007000300003

PEREIRA, J.M. O caixeiro e a instrução comercial no Porto Oitocentista: percursos, práticas e contextos profissionais. Dissertação de Mestrado em História Contemporânea. Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Porto, 2001.

PEREIRA, J.M. O ensino comercial público do Porto oitocentista. Revista de Contabilidade e Comércio, v. 237, p. 95-146, 2006.

PEREIRA, J.M. O arranque do ensino comercial no Porto oitocentista - pretextos e contextos. Revista de Contabilidade e Finanças (Portugal), v. 97, p. 4-13, 2009.

PORTELA, A.F. A evolução histórica do ensino das ciências económicas em Portugal. Análise Social, v. 6, n. 22-23-24, p. 787-836, 1968.

PORTUGAL. Carta de Lei de 30 de Agosto de 1770. Privilégios conferidos aos diplomados pela Aula de Comércio de Lisboa, 1770.

PORTUGAL. Alvará de 29 de Julho de 1803. Estatutos das Aulas da Academia Real da Marinha e do Comércio da Cidade do Porto, 1803.

PORTUGAL. Decreto de 13 de Janeiro de 1837. Lei Geral da Instrução Pública (conhecida pela reforma de Passos Manuel), 1837.

PORTUGAL. Carta de Lei de 7 de Abril de 1838. Prescreve, entre outros assuntos, que para se ser Guarda-Livros não é necessária aprovação pelas Aulas de Comércio, 1838.

PORTUGAL. Decreto de 20 de Setembro de 1844. Reforma da Instrução Pública em Portugal (conhecida pela reforma de Costa Cabral), 1844.

PREVITS, G.J.; MERINO, B.D. A history of Accounting in America: an historical interpretation of the cultural significance of Accounting. New York: John Wiley & Sons, 1979.

PROGRAMA dos Estudos da Academia Politécnica do Porto no Ano Lectivo de 1838 para 1839. Porto: Imprensa Constitucional, 1838.

RAMOS, R. A Revolução Liberal (1834-1851). In: RAMOS, R.; SOUSA, B.V.; MONTEIRO, N.G. (coord.). História de Portugal. 4. ed. Lisboa: A Esfera dos Livros, 2010. pp. 491-519.

RAUPP, F.M.; BEUREN, I.M. Metodologia da pesquisa aplicável às Ciências Sociais. In: Beuren, I.M. (org.). Como elaborar trabalhos monográficos em Contabilidade: teoria e prática. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2006. pp. 76-97.

RIBEIRO, J.S. História dos estabelecimentos científicos, literários e artísticos de Portugal nos sucessivos reinados da monarquia. Lisboa: Tipografia da Academia Real das Ciências, 1876. Tomo VI.

RODRIGUES, L.L.; CRAIG, R. English mercantilist influences on the foundation of the Portuguese School of Commerce. Atlantic Economic Journal, v. 32, n. 4, p. 329-345, 2004. http://dx.doi.org/10.1007/BF02304238

RODRIGUES, L.L.; CRAIG, R. Influências mercantilistas inglesas na criação da Aula do Comércio em 1759. Revista da Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas, v. 62, p. 22-33, 2005.

RODRIGUES, L.L.; CRAIG, R. Teachers as servants of state ideology: Sousa and Sales, Portuguese School of Commerce, 1759-1784. Critical Perspectives on Accounting, v. 20, n. 3, p. 379-398, 2009. http://dx.doi.org/10.1016/j.cpa.2007.11.001

RODRIGUES, L.L.; CRAIG, R.; GOMES, D. State intervention in commercial education: the case of the Portuguese School of Commerce, 1759. Accounting History, v. 12, n. 1, p. 55-85, 2007. http://dx.doi.org/10.1177/1032373207072808

RODRIGUES, L.L.; CRAIG, R.; GOMES, D. A intervenção do estado no ensino comercial: o caso da Aula do Comércio, 1759 (I). Revista da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, v. 118, p. 39-48, 2010a.

RODRIGUES, L.L.; CRAIG, R.; GOMES, D. A intervenção do estado no ensino comercial: o caso da Aula do Comércio, 1759 (II). Revista da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, v. 119, p. 39-44, 2010b.

RODRIGUES, L.L.; GOMES, D. Evolução da profissão dos TOC em Portugal: do Marquês de Pombal até aos nossos dias. Jornal de Contabilidade, v. 302, p. 131-141, 2002.

RODRIGUES, L.L.; GOMES, D.; CRAIG, R. Aula do Comércio: primeiro estabelecimento de ensino técnico profissional oficialmente criado no mundo? Revista da Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas, v. 34, p. 46-54, 2003.

RODRIGUES, L.L.; GOMES, D.; CRAIG, R. Corporativismo, liberalismo e a profissão contabilística em Portugal desde 1755. Revista da Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas, v. 46, p. 24-39, 2004a.

RODRIGUES, L.L.; GOMES, D.; CRAIG, R. Portuguese School of Commerce, 1759-1844: a reflection of the ‘Enlightenment’. Accounting History, v. 9, n. 3, p. 53-71, 2004b. http://dx.doi.org/10.1177/103237320400900304

RODRIGUES, L.L.; RICARDINO, A.; MARTINS, S.T.A. ‘Corporate governance regulations’: a new term for an ancient concern? The case of Grão-Pará and Maranhão General Trading Company in Portugal (1754). Accounting History, v. 14, n. 4, p. 405-435, 2009. http://dx.doi.org/10.1177/1032373209342475

RODRIGUES, L.L.; SCHMIDT, P.; SANTOS, J.L.; FONSECA, P.C.D. A research note on accounting in Brazil in the context of political, economic and social transformations, 1860-1964. In: Accounting History International Conference, 6., 2010, Wellington, New Zealand. Anais… Wellington, New Zealand, 2010.

RODRIGUES, L.L.; SCHMIDT, P.; SANTOS, J.L.; FONSECA, P.C.D. A research note on accounting in Brazil in the context of political, economic and social transformations, 1860-1964”. Accounting History, v. 16, n. 1, p. 111-123, 2011. http://dx.doi.org/10.1177/1032373210373799

ROSA, G. Jean Dumarchey na escala dos valores morais. Revista de Contabilidade e Comércio, v. 57, p. 63-75, 1947.

SANTANA, F.G. A Aula do Comércio: uma escola burguesa em Lisboa. Ler História, v. 4, p. 19-30, 1985.

SANTOS, C. Universidade do Porto: raízes e memória da instituição. Porto: Universidade do Porto, 1996.

SANTOS, C. A Academia Politécnica do Porto no tempo de Rodrigues de Freitas. In: Rodrigues de Freitas: a obra e os contextos. Colóquio Faculdade de Letras, Centro Leonardo Coimbra. Anais... Porto: Universidade do Porto, 1997.

SILVA, A. Contra a corrente: “Contabilistas melhorados”. Revista de Contabilidade e Finanças (Portugal), v. 97, p. 24, 2009.

SILVA, F.V.G. A regulamentação legal da escrituração mercantil: esboço crítico. Lisboa: Tipografia da Empresa Nacional de Publicidade, 1938.

STEWART, R.E. Pluralizing our past: Foucault in Accounting History. Accounting, Auditing and Accountability Journal, v. 5, n. 2, p. 57-73, 1992. http://dx.doi.org/10.1108/09513579210011862

VIEIRA, R.; MAJOR, M.J; ROBALO, R. Investigação qualitativa em Contabilidade. In: MAJOR, M.J.; VIEIRA, R. (eds.). Contabilidade e controlo de gestão: teoria, metodologia e prática. Lisboa: Escolar Editora, 2009. pp. 131-163.




Locations of visitors to this page

................................................................................................................................................................................................................................................................

Revista Universo Contábil - ISSN 1809-3337
Rua Antonio da Veiga, 140, Sala D-202
CEP 89012-900, Blumenau, SC, Brasil
Tel.: +554733210938 Fax: +554733228818
e-mail: universocontabil@furb.br