EL CUADRO DE MANDO INTEGRAL EN LA GESTIÓN DE LAS ORGANIZACIONES DEL SECTOR PÚBLICO: EL CASO UNIVERSIDAD CENTROCCIDENTAL LISANDRO ALVARADO

Eunice Loida Bastidas Bermúdez, Zahira Moreno Freitez

Resumo


Este trabalho objetiva o estudo do Cuadro de Mando Integral (CMI) ou Balanced Scorecard (BSC), como modelo de gestão no âmbito das organizações do setor público, em especial, aquelas que prestam serviços como as universidades públicas. A análise crítica se fundamenta na perspectiva institucional e na teoria dos stakeholders para que se possa compreender como e por que estas organizações adotam as práticas gerenciais do setor empresarial e determinar possíveis condições de êxito dentro das suas limitações e restrições. Finalmente, apresenta-se o caso de uma universidade venezuelana, que na atualidade desenvolve a aplicação do modelo de gestão como resposta ao processo de reformas e mudança, na qual se encontra inserida.

Palavras chave: Balenced Scorecard. Teoria Institucional. Teoria de los Stakeholders.

Palavras-chave


Cuadro de mando integral; Teoría Institucional; Teoría de los Stakeholders.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.4270/ruc.20062

Locations of visitors to this page

................................................................................................................................................................................................................................................................

Revista Universo Contábil - ISSN 1809-3337
Rua Antonio da Veiga, 140, Sala D-202
CEP 89012-900, Blumenau, SC, Brasil
Tel.: +554733210938 Fax: +554733228818
e-mail: universocontabil@furb.br