O PAPEL DE STAKEHOLDERS NA FORMULAÇÃO DE ESTRATÉGIAS DE PEQUENOS EMPREENDIMENTOS CATARINENSES

Éverton Luís Pellizzaro de Lorenzi Cance

Resumo


O processo estratégico de pequenas empresas têm sido tradicionalmente explicado de uma forma demasiado simplista pelos estudos e pesquisas realizados na área. O modo empreendedor-intuitivo e o reativo-adaptativo de formulação de estratégias são as abordagens que tipicamente procuram abarcar toda a variedade organizacional do pequeno empreendimento. Porém, estas visões são abrangentes demais para explicar a realidade de milhares de empresas em diferentes contextos ambientais. Acompanhando estudos recentes, voltados para a rica complexidade que envolve o fenômeno, este artigo oferece uma nova visão para a questão estratégica de empresas de pequeno porte. Baseado em dados de uma pesquisa realizada em empresas catarinenses, este artigo demonstra que empreendimentos de pequeno porte podem apresentar um processo estratégico mais complexo, envolvendo a identificação e a aproximação com stakeholders externos e o estímulo e a participação de stakeholders internos.

Palavras-chave


Stakeholders; formulação de estratégias; pequenos empreendimentos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7867/1980-4431.2000v5n2p%25p

Diretórios



Indexadores

http://diadorim.ibict.br
http://pkp.sfu.ca/node/3747

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.