TALENTO SOMADO À EDIÇÃO: O PROCESSO CRIATIVO DO CONTO UM DIA IDEAL PARA OS PEIXES-BANANA, DE J.D. SALINGER

Maicon Tenfen, Vilto Reis

Resumo


Em 31 de janeiro de 1948, J.D. Salinger, autor de o Apanhador do Campo de Centeio, viu seu conto Um dia ideal para os peixes-banana ser publicado na revista The New Yorker, após um processo de mais de um ano de edição do texto, a partir de orientações do editor William Maxwell. Este artigo descreve a ambição profissional de Salinger em se tornar um escritor reconhecido, num contraponto com as exigências editoriais das revistas em que tentou publicar seus contos. É analisado ainda o aspecto artístico da criação individual versus o apelo de mercado, além de uma perspectiva do conto a partir das teorias telling (contar) e showing (mostrar) de Percy Lubbock.


Palavras-chave


Literatura. Conto. Criação Literária. Processo Criativo. J.D. Salinger.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7867/1981-9943.2015v9n1p32-46

Classificação de Produção Intelectual CAPES:

Qualis B 1

 

Digital object identifier (DOI):

Disponível ao clicar no título do artigo relacionado no sumário.